SISTEMAS ELÉTRICOS E O ROTA 2030 - Parte 2

29/10/2019

Na edição anterior, demos início ao estudo dos Alternadores Eficientes, que compõem parte das regras do Rota 2030, cuja lei citaremos novamente 

 

 

 

O que é Rota 2030? 

É um programa que tem uma visão de longo prazo, nesse caso de 2018 a 2030 (daí o nome), para a indústria automobilística brasileira, com datas e requisitos claros a serem implementados relativos à Eficiência Energética e à Segurança Veicular.  O Rota 2030 é considerado como o sucessor do “Inovar Auto” e foi publicado em 10/12/2018 (Lei 13.755/2018)        

     

Para atender esta lei, a inserção dos Alternadores Eficientes foi primordial, mas o que tem trazido grandes dificuldades para a Reparação dos mesmos é a falta de conhecimento técnico do Sistema, equipamentos apropriados, e evitar a todo custo o “jeitinho brasileiro”, como muitos gostam de chamar, para tentar resolver certos problemas técnicos.

 

MEMORIZANDO:

Os Alternadores Eficientes possuem o controle de seu funcionamento pela UCE-Unidade de Comando Eletrônico do Motor, onde o Alternador tem sua excitação para carregar a bateria, conforme a demanda detectada pela UCE e seus NÓS de Comunicação.

 

Popularmente, é conhecido como Alternador PILOTADO. Estes alternadores demandam conhecimento técnico do reparador, pois um diagnóstico realizado de forma incorreta acarretará danos aos seus componentes eletrônicos, como o regulador de voltagem.

 

Um dos primeiros veículos a frequentar as oficinas brasileiras com este sistema, até mesmo antes da Rota 2030, foi o Renault Megane 2007. E por muitas vezes tiveram seus sistemas condenados, pois a falta de informação técnica, e busca da mesma, levou à manutenção e ao diagnóstico de forma errônea. 

 Veja como funcionam os comandos deste sistema no Diagrama Elétrico apresentado pela SIMPLO: 

 

 Os fios do conector do alternador não têm ligação ao painel de instrumentos, como nos veículos convencionais.

 

Outro exemplo, o Jeep Grand Cherokee, que o Alternador tem ligação e influência no funcionamento do fechamento automático das portas.

 

 

Veja o diagrama Simplo:

 

 

Analisando o diagrama Simplo, podemos ver que um simples problema de travamento das portas pode estar relacionado a um sinal do Alternador.

 

Por outro lado, uma manutenção errada no circuito elétrico poderá ocasionar danos ao Alternador.

 

O Diagnóstico do Alternador nestes sistemas fica vinculado também a uma interpretação da leitura do scanner automotivo, pois o mesmo traz as informações pertinentes aos sinais de comando e respostas do alternador à UCE de comando.

 

 A localização do Alternador do Jeep Grand Cherokee está ao lado direito motor, o mesmo apresenta facilidade em sua remoção para manutenção.

 

Necessária a devida atenção, pois logo abaixo temos o circuito hidráulico de direção assistida.

 

Pouco acima, na caixa de rodas do para-lamas direito, temos a unidade Comando do Motor e Central Elétrica de Fusíveis e Relés. 

 

Devemos nos atentar sempre que para a desinstalação e instalação do Alternador precisamos deixar a alimentação elétrica da bateria desconectada, para não causar danos aos sistemas elétricos, principalmente às unidades eletrônicas.

 

Exemplo de Unidades Eletrônicas danificadas por curto no cabo de alimentação elétrica da bateria:

•ABS/ESP;

• Tração e Transmissão;

• Gerenciamento do Motor;

• BSI/BSM;

• Unidade Controle de Rede de Bordo.

 

Inúmeros casos já chegaram às oficinas, onde uma simples transferência de carga, uma desconexão de bateria, remoção de alternadores e motores de partida, onde após os serviços realizados os veículos apresentaram algumas destas Unidades Eletrônicas danificadas.

 

Cuidado no Diagnóstico

Devemos estar atentos ao realizar o diagnóstico, nos cercar do máximo de informações possíveis, começando pela medição através do multímetro, observando as informações na tela do scanner automotivo, utilizando ferramental e equipamentos apropriados para as análises, pois um diagnóstico errado pode trazer prejuízo ao cliente e ou à oficina. 

 

Imagine interpretar um diagnóstico errado de um alternador de uma Land Rover Discovery 4 TDV6?

 

Não há facilidade de acesso, para um reparo ou análise rápida, é um veículo que demanda conhecimento e tempo para um perfeito diagnóstico. Confira a falta de espaço e acesso ao alternador:

 

Devemos estar atentos que nos veículos atuais a demanda de carga elétrica é alta, comparando-se com veículos do passado.

 

Devido as estas estratégias, temos veículos que já vêm dotados de módulo de controle de energia, um dos pioneiros foi a linha PSA, Peugeot e Citroën onde desligam automaticamente sistemas para o modo de economia de energia.

 

E nos veículos mais atuais temos os Sensores de Bateria, que monitoram a carga em consumo e necessidade de reposição da mesma às baterias do veículo:

 

 

Com rede de dados de comunicação LIN, a unidade BCM monitora a necessidade e recarga ou não da bateria, e assim informa à UCE do Motor a forma de atuar do Alternador com eficiência.

 

Existem muitos casos de troca do terminal de baterias com sensor de bateria acoplado, onde alguns reparadores por falta de conhecimento têm eliminado o mesmo. E problemas têm surgido nos veículos com este sistema, e trazido grande transtornos às oficinas e proprietários do veículos, pois surge um defeito que antes não existia.

 

Para estes sistemas e outros, o reparador deve buscar estar se qualificando e aperfeiçoando profissionalmente.

 

Entre em contato conosco, da General Tech Automotive Diagnostic, temos estes e outros treinamentos para que sua equipe esteja apta a reparar os sistemas elétricos automotivos com segurança.

 

A cada edição da Revista Reparação Automotiva, nas colunas de suas páginas, inúmeras informações que devemos estar atentos, estudando e buscando conhecimento para melhor desenvolvermos nosso trabalho.

 

Aguardamos você na próxima edição. Um forte abraço!

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Gestão de fornecedores. Saiba o porquê é valiosa para a sua empresa

18/10/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload