Tecnologia favorecendo o mercado de reparação automotiva

14/05/2019

 

 

Ela está cada vez mais presente nas nossas vidas e nas oficinas mecânicas não seria diferente, onde os ganhos são mensuráveis

 

A tecnologia traz ganho de produtividade, aumento de competitividade, uma melhor prestação de serviço para os seus clientes e maior divulgação de sua oficina, padronização de processos e também contribui muito na gestão financeira do negócio.

 

Alguns destes benefícios são aqui comentados pelo coordenador Estadual de Reparação Veicular e Comércio de Autopeças do SEBRAE-SP, José Paulo Albanez, que traz dicas valiosas que você pode colocar em prática na sua oficina. Desde equipamentos até a comunicação com seus clientes.

 

Sistema – Albanez informa que ao adotar um sistema de gerenciamento e atendimento, juntamente a outras ferramentas tecnológicas, torna-se cada vez mais fácil garantir um serviço exclusivo e de qualidade ao cliente. “Com as facilidades proporcionadas pela tecnologia, empresas da reparação automotiva e comércio de autopeças buscam por um relacionamento mais próximo com o seu público-alvo”.

 

Ele explica que, atualmente, é imprescindível a utilização de um software de gestão em sua oficina mecânica, para causar uma impressão positiva no consumidor e acabar com aquela imagem de que todas as oficinas não possuem organização.

 

“Além disso, você pode oferecer a possibilidade de o cliente acompanhar o andamento do conserto do seu veículo pela internet. Dessa maneira, passa ainda mais credibilidade e garante a satisfação do consumidor”.

 

Gerenciamento de dados – E os softwares de gestão garantem maior confiabilidade aos dados e informações armazenados. “Uma vez livre de erros de digitação e armazenação, a gestão da oficina mecânica é otimizada”.

 

Um grande braço neste sentido é o SEBRAE. “E faça uma análise minuciosa para saber quais as atividades exercidas em sua oficina que estão gerando prejuízo e quais são as que apresentam um lucro maior”, orienta.

 

Segundo Albanez, com todas essas informações é possível identificar quais são os processos que precisam de melhoria. “Ao estabelecer um controle financeiro eficaz, é possível: evitar prejuízos, traçar metas e objetivos de faturamento para sua oficina que condizem com a realidade do seu negócio”.

 

Padronização de processos – Também para esta finalidade, a tecnologia é uma grande aliada. “Ela será determinante nos processos diários, que podem ser realizados com maior rapidez e agilidade. Ao implementar sistemas automatizados de monitoramento, por exemplo, suas atividades se tornam padronizadas, gerando métricas para mensuração da produtividade dos funcionários”.

 

Desse modo, ele diz que ao investir em tecnologia, a sua oficina mecânica será bem organizada e todas as operações que nela acontecem estarão padronizadas. “Consequentemente, o tempo produtivo dos funcionários será melhor aproveitado e a lucratividade aumentará”.

 

Comunicação – “O mercado automotivo vem se recuperando e apresentando crescimento, tanto no que se refere a motoristas de carro quanto a de moto. Some isso ao fato de que o público é cada vez mais ligado à tecnologia, redes sociais e internet, a conclusão vai ser óbvia: sua oficina precisa marcar presença online se quiser prosperar no setor”, ressalta.

 

Na opinião de Albanez, um canal de atendimento online ajuda não apenas no contato com clientes preexistentes, como também aumenta a visibilidade da oficina para um público mais amplo. “O ideal é que você multiplique as possibilidades de contato, tais como e-mail, números de telefone e, até mesmo, chats virtuais”.

 

E, ainda, “com canais de comunicação flexíveis, o retorno dos clientes costuma ser muito maior. Isso porque a tecnologia colabora para a redução do tempo de resposta e, por consequência, a quantidade de negócios fechados costuma ser maior”.

 

O importante é não ser invasivo. “Uma dica de comunicação para evitar que isso aconteça seria manter um canal de comunicação regular com os clientes, falando sobre manutenções e cuidados com o veículo, informar as próximas revisões preventivas, datas de aniversário e convite para retirar um brinde na oficina”.

 

Divulgação – Marcar presença online também significa aumentar a percepção de marca da sua oficina no mercado. “Por isso, seu site e página nas redes sociais devem ser como um cartão de visitas da oficina mecânica, sempre passando a ideia de credibilidade e competência para os clientes e potenciais”.

 

Outra dica que ele dá é para quem deseja investir no marketing digital. “Uma alternativa bastante pertinente são os anúncios pagos e o e-mail marketing, que ajuda na captação e fidelização de clientes para sua oficina mecânica”.

 

E, principalmente, garanta que sua oficina mecânica possua visibilidade online. “Não importa se a estratégia que você escolher adotar seja via site, aplicativo, redes sociais ou anúncios no Google, divulgação de vídeos corporativos e orientativos. Busque estratégias para sempre ser lembrado pelos clientes”.

 

Especialização – Albanez alerta que de nada adiantará contar com todos os equipamentos necessários para um bom atendimento e deixar a desejar quando o assunto é mão de obra especializada.

 

“Para lidar corretamente com novas tecnologias, os mecânicos devem realizar os treinamentos adequados para garantir a capacitação e habilidades necessárias para trabalhar com os novos equipamentos. Dessa maneira, também serão capazes de atender às exigências de todos os veículos”.

 

Alternativas de pagamento – Outro ponto que a tecnologia pode ajudar é você aumentar as alternativas de pagamentos para o seu cliente, como boletos, cartões de crédito e débito, transferências bancárias, PayPal, entre outras.

 

“O importante é que você facilite o máximo possível o fechamento de um negócio. E quanto mais opções de pagamento o seu cliente tiver disponível, maiores as chances de ele escolher a sua oficina mecânica para cuidar do seu veículo”, informa Albanez.

 

Patamar – Nos trabalhos realizados pelo SEBRAE-SP junto aos grupos de empresários da Reparação Automotiva e Comércio de Autopeças, o consultor conta que o foco é orientá-los em todos os aspectos da gestão.

 

“Fundamentais na continuidade de uma empresa saudável, ao estabelecer um controle financeiro eficaz, é evitar prejuízos, traçar metas e objetivos de faturamento para sua oficina que condizem com a realidade do seu negócio”.

 

Para finalizar, ele diz que os empresários têm entendido bem esta nova realidade e investido tempo em ampliar conhecimentos. “Não apenas nos assuntos tecnológicos, que é o principal foco deles, mas também em aprofundar o aprendizado na administração dos negócios”, conclui.

 

 

Salto de gestão

Em apenas três anos de atividades, a Auto Motor Centro Automotivo se tornou a principal oficina a atender veículos importados em Gurupi (TO). E o termômetro que o negócio vai de vento em popa é que 95% dos seus clientes são por indicação. O empresário Silvano Cardoso conta que foi um trabalho de formiguinha e que o grande salto veio com a orientação do SEBRAE.

 

“Comecei a oficina praticamente vendendo um Gol para poder comprar as ferramentas. Eu já tinha alguns clientes, pois nasci em berço de oficina. E conforme eu ia conquistando novos fregueses, fui investindo em equipamentos. Eu sou apaixonado por ferramentas e sempre invisto o máximo que posso nelas, e dou muito valor em utilizá-las corretamente”.

 

Hoje com três funcionários, “eles são jovens que têm prazer em aprender, o que é importante porque tem que ter motivação e foco no que faz”, afirma Cardoso, ele dá muito valor ao apoio que teve do SEBRAE Regional Gurupi. “Foi o que de fato mudou a oficina, comecei a participar de feiras, cursos e fui mudando a minha mentalidade com uma visão mais de futuro”.

 

O que colaborou muito para isso também, revela o empresário, foi um trabalho que foi feito com o Pedro Luiz Scopino na oficina. “Tudo isso nos ajudou na gestão da oficina, no atendimento ao cliente, principalmente para percebermos que tudo está mudando muito rápido. Conseguimos acompanhar um pouco deste processo e ter ganhos, crescimento profissional e empresarial”.

 

E as ferramentas tecnológicas também ajudam. A oficina tem um software de gestão para a parte administrativa e na comunicação com os clientes, as redes sociais. “Nós usamos bastante o Instagram e Facebook para a divulgação da oficina, inclusive contratamos uma pessoa para cuidar das mídias digitais, e o WhatsApp já é uma ferramenta de trabalho, tanto para a comunicação com o freguês como igualmente para buscarmos peças”, finaliza.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Novembro da Revista Reparação Automotiva.

18/11/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload