Maleiro de teto é a melhor opção para levar toda a bagagem sem esgotar completamente a capacidade do veículo

18/01/2019

 

 

Seguros e práticos, eles transformam o teto do carro em um espaçoso porta-malas

 

Pegar o carro e partir para uma viagem de férias com a família ou amigos é garantia de diversão. Não importa se o destino é inédito ou já conhecido, motorista e passageiros costumam compartilhar momentos de lazer, experiências agradáveis e, também, muita bagagem.

 

Para que o excesso de bolsas não atrapalhe o conforto dos ocupantes e não comprometa o espaço interno dos veículos, o ideal é investir em malas de teto, como as fabricadas pela Reese, uma das marcas pertencentes ao grupo Horizon Global. Presas no rack ou, até mesmo, na longarina original do veículo, os maleiros utilizam o espaço superior como porta-malas.

 

“As malas de teto são a melhor opção para levar bagagem durante a viagem, uma vez que são impermeáveis, possuem zíper invisível para fechamento, além de serem presas ao veículo com as correias de instalação. Toda a bagagem fica segura e protegida”, explica a gerente Comercial e de Marketing da Horizon Global Brasil, Emanuella Santos.

 

Mas antes de comprar o acessório, é necessário consultar o manual do carro para saber qual o modelo ideal e as dimensões adequadas para cada veículo, assim como o limite de peso suportado.

 

Tais cuidados são necessários para não impactar negativamente na aerodinâmica do veículo, o que acarreta em gastos maiores com combustível, além de não prejudicar a estabilidade da direção, contribuindo para o risco de acidentes.

 

Tipos de mala de teto

A Reese possui três modelos de mala para teto com capacidade de 339 (extensível a 453 litros), 368 e 425 litros. São impermeáveis, possuem zíperes e velcros para fechamentos, que são fáceis de colocar e prender sobre o teto do carro.

 

Há modelos com tecnologia antitempestade e com isolamento térmico, protegendo do frio e do calor. Todas as malas de teto são dobráveis. Assim, quando não estiverem em uso, podem ser guardadas no porta-malas, sem ocupar muito espaço muito diferente dos bagageiros rígidos que estão no mercado.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Novembro da Revista Reparação Automotiva.

18/11/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload