Rotatividade de pessoal, dicas para reduzir o turnover na sua oficina

15/10/2018

 

Segundo especialista, clima organizacional e encantamento interno são fatores para baixa rotatividade nas empresas

 

Não apenas os empresários da reparação automotiva, mas empresas de diversos setores enfrentam o turnover. “Ele é um dos principais problemas na gestão, em qualquer área de atuação. Nos dias de hoje, o que ajuda muito a diminuí-lo é melhorar o clima na empresa”, valida Alexandre Slivnik, um dos maiores especialistas em excelência em serviços no Brasil.

 

Segundo o especialista, o clima é melhorado através de uma cultura de encantamento, que passa por líderes que entendem e transbordam essa cultura de encantamento de cliente interno, ou seja, o seu colaborador. E se engana quem pensa que o salário é o principal motivo para fazer com que os funcionários fiquem na empresa. 

“Puro engano. No curto prazo, o salário até segura, porém, no médio e longo prazos é a cultura organizacional (liderança, projetos, objetivos e propósito) que faz com que o colaborador queira continuar na empresa”, orienta Slivnik. Confira a seguir as dicas do especialista para evitar o turnover. 

 

Incentive a equipe - “Coloque objetivos claros e muito bem definidos. Treine seus colaboradores para que entendam a importância do seu trabalho no sucesso da organização. Clarifique o propósito da empresa e como ela está conectada com o propósito do colaborador. E o mais importante: escutar, reconhecer, recompensar e celebrar”.

 

Engaje a equipe - “Crie múltiplos pontos de escuta (entender os colaboradores), crie processos de reconhecimento (metas) e planos de recompensa (não dinheiro e sim experiências), e celebre cada conquista e resultado”.

 

Humanização - “Tudo passa pelo olhar do líder. Se o líder não acredita nesse modelo, ele não dará certo! É preciso que ele esteja, de fato, preocupado com as pessoas. Muitos líderes ficam apenas atrás de computadores olhando planilhas, mas esquecem de andar pela empresa, olhando nos olhos dos funcionários. É preciso humanizar a empresa, afinal, o negócio dos negócios são as pessoas!”.

 

O que mais valorizam - É sabido que apenas salário não é fator de motivação. Na visão de Slivnik, o que os colaboradores mais valorizam nas empresas são: “objetivos claros e definidos, propósito com sentido (porque fazemos aquilo que fazemos?), clima organizacional (não precisa ser o melhor amigo dos outros colaboradores, mas é preciso ter um clima familiar, respeito, para que o colaborador esteja engajado) e ter liderança coerente”.

 

Seja um exemplo – “É preciso entender de gente. O empresário que não entende, vai falir sua empresa rapidamente. Tem que sair da sala fechada da diretoria e sujar as mãos como seus colaboradores fazem no dia a dia. Quanto maior o exemplo da liderança, maior o encantamento interno e respeito eles conquistarão! Traduzindo para a nossa realidade: quanto mais o líder, verdadeiramente, se sujar de graxa, mais aceitação ele conquistará!”.

 

Envolvimento

Na Suprema, localizada em Botucatu (SP), a empresária Silvana Figueiredo comenta o quanto é baixo o turnover na oficina. “A equipe é de dez pessoas, o tempo médio de casa é de seis anos e eu um tenho um funcionário que está conosco há 20 anos”.

 

O segredo, diz ela, está na gestão. “Nós contratamos uma auxiliar de RH para poder melhorar a comunicação na empresa. Nós fizemos um plano de carreira e sempre ouvimos a opinião de todos. Assim, nós temos uma equipe comprometida, com uma gestão participativa”.

 

Exemplo disso é que a forma de benefício foi definida por todos. “Tudo é baseado na meritocracia. Quem atinge as metas ganha um bônus financeiro. E esse formato foi um consenso da equipe”, informa, acrescentando que esse modelo de gestão participativa só traz ganhos. “Tanto para nós gestores como para os colaboradores que se sentem mais valorizados”. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

COMO SE PROTEGER COM A ECONOMIA EM VÁRIOS CENÁRIOS

26/03/2020

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload