ESTÁ DIFICIL CONTRATAR BONS MECÂNICOS!

15/10/2018

 

 

Dicas para estruturar um processo seletivo eficiente

 

Olá, Pessoal, todos os meses estaremos conversando um pouco sobre alguns temas que tiram o sono do empresário da Reparação Automotiva, com o objetivo de refletir e se posicionar de forma diferente quando estivermos de frente com esses temas para que consigamos assim melhores resultados para sua empresa e você, empresário.

 

Esta frase é muito comum no setor de Reparação. Posso até acrescentar outras falas após contratação: quando é bom tem algum probleminha, é temperamental, é o Estrela, individual demais, não repassa informação para a equipe, quer escolher serviço, já pensa que manda na minha empresa, resistência a mudanças e “mina” a equipe desmotivando os demais que são comprometidos.

 

Realmente está cada dia mais difícil encontrar Profissionais mais comprometidos, contratar com experiência está difícil, quando existem opções contratamos apenas a habilidade técnica que o indivíduo afirma ter e não nos preocupamos muito com o comportamento profissional, e depois descobrimos que existem muitos “Eu acho que é assim” e “é pra resolver”, atos inseguros em diagnósticos e falta de foco em garantir a qualidade do que está fazendo.

 

Contratação de um Bom Mecânico

 

Quando for contratar um Mecânico, você terá duas opções: com experiência (muita ou pouca) ou sem experiência, conforme citado acima as possibilidades com experiência possuem um histórico de trabalhos anteriores, com conhecimento e habilidade técnica e também comportamental que são resultados da vivência até o momento, um dos fatores determinantes na análise do perfil é a cultura da empresa onde trabalhou, que moldou o caráter e atitudes que ele terá na sua empresa. Outro fator é uma boa entrevista em que você faz perguntas estratégicas para medir a percepção tanto de habilidade técnica quanto de Comportamento profissional, uma sugestão é que pergunte se ele compreende quais são os valores, atitudes e comportamentos de um Profissional de qualidade, se ele não souber, faça sugestões e pergunte se ele os considera importantes e já possui, anote tudo o que foi conversado.

 

 Apresente a Descrição de cargos, Plano de carreira, o Regimento interno da empresa, os principais processos do setor que ele vai lidar (Como é o processo de atendimento de clientes, Processo de diagnóstico e orçamentação, Utilização de Ferramental, Reuniões da equipe, Política de capacitação técnica e Trabalho em equipe) e no final da entrevista deixe claro que contrata pessoas para Resolver problemas e não criar, e criar problemas na prática é não se alinhar aos objetivos da empresa, não seguir procedimento e regras, não estar se atualizando e, principalmente, não se comprometer com a qualidade no resultado do seu trabalho.

 

Quando contratar um Profissional inexperiente, faça o mesmo roteiro da entrevista e descreva o Plano de evolução quanto a conhecimento teórico e habilidade, determine prazos e faça o acompanhamento mensal.

 

por Rodimar Marchiori

Diretor da Marchiori Consultoria

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Janeiro da Revista Reparação Automotiva.

21/01/2020

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload