Na Rio Oil&Gas, Indra lança tecnologia para impulsionar a transformação digital do setor no Brasil

25/09/2018

 

 

Soluções avançadas para combater perdas e furtos, treinar profissionais e detectar vazamentos de óleo no mar serão os destaques da consultoria de tecnologia no evento

 

Empregar a realidade virtual para treinar profissionais offshore, monitorar oleodutos usando o smartphone e detectar vazamentos de hidrocarbonetos em tempo real são alguns dos avançados recursos tecnológicos que a Indra apresentará na Techweek da Rio Oil & Gas 2018, maior evento da indústria de petróleo e gás da América Latina, realizado entre os dias 24 e 27 de setembro, no Riocentro.

 

Com o objetivo de impulsionar a transformação digital do setor, a companhia está trazendo ao Brasil três soluções inéditas: a primeira, intitulada HEADS (Hydrocarbon Early Automatic Detection System), consiste em um sistema integrado para a detecção automática de hidrocarbonetos, capaz de melhorar a detecção de vazamentos em 30% e reduzir os falsos alarmes em 75% em relação aos sistemas tradicionais.

 

Desenvolvido em conjunto com a Repsol, o HEADS supõe a transformação digital da função de vigilância nas operações marinhas, já que utiliza de forma combinada diferentes sensores (câmeras infravermelha, radares e meteorológicos), que permitem o envio de alertas automáticos no caso de vazamentos, sem necessidade de intervenção humana, chegando a menos de cinco minutos os tempos de resposta frente a detecção de hidrocarbonetos na superfície marinha. Além disso, facilita o armazenamento e tratamento dos dados, por meio do uso de ferramentas de análises, para obter informação de valor para melhorar a segurança das operações.

A segunda é o FUPIPE, sistema da Indra que utiliza fibra óptica para detectar furtos em oleodutos.

 

Foi desenvolvido depois que a Indra fez uma análise e descobriu que 91% dos furtos detectados nos oleodutos europeus entre 2012 e 2016 poderiam ter sido evitados. Traz um sistema de monitoramento com detecção em tempo real, informações 24/7 sobre o estado dos dutos e acionamento automático de alarmes. A solução configura um importante sistema de prevenção que melhora a estabilidade das operações, reduz custos associados a eventos indesejados, além de contribuir para uma maior segurança do meio ambiente.

 

Por último, a companhia demonstrará suas inovações em Smart Training aplicado a uma simulação de evacuação offshore. Por meio de tecnologias que utilizam o melhor da realidade virtual, o simulador 3D permite uma experiência de imersão e máximo realismo aos profissionais em treinamento. Cases de sucesso envolvem o uso pela Repsol e Enagas, algumas das maiores companhias da Espanha.

 

Para aprofundar seus avanços tecnológicos dentro do evento, a Indra apresentará na Techweek, no dia 24 de setembro, às 16h25, a palestra "The digital transformation of the environmental surveillance". Sob o tema, Estrella Jara, head global de Product Portfolio para a área de Oil & Gas da companhia, abordará tendências e inovações aplicadas à vigilância ambiental das operações marítimas.

 

Soluções para Energia e Utilities em mais de 140 companhias de 45 países       

As soluções para Energia e Utilities da Indra foram implantadas em mais de 140 companhias de eletricidade, água, petróleo e gás de mais de 45 países. Atualmente, mais de 100 milhões de clientes no mundo são gerenciados utilizando os sistemas desenvolvidos pela companhia.

 

No setor de Oil & Gas a companhia conta com projetos em 27 países, atuando em toda a cadeia de valor do setor com tecnologias de ponta para operações tanto upstream como downstream. Seu amplo portfolio inclui consultoria de processos, capacidades digitais, serviços e tecnologias IT e OT.

 

No Brasil, mais de 40 empresas do setor energético confiam nas soluções de vanguarda da companhia para modernizar suas operações e oferecer melhores serviços aos consumidores. No setor de Oil & Gas nacional a Indra consolidou-se como parceiro tecnológico estratégico, atuando em projetos de grande envergadura, como a implantação de seu sistema InGEN na Petrobras, responsável pela gestão das operações das 18 centrais termoelétricas da companhia.  A companhia também colabora em outros ambiciosos projetos TI da energética, parceria que se estende há mais de uma década e que recentemente culminou no reconhecimento da Indra pela Petrobras como fornecedor de destaque na prestação de serviços TI.

 

Além disso, a Indra está realizando no país um projeto de P&D, em conjunto com a Repsol-Sinopec e universidades locais, para adaptar o sistema HEADS de detecção de vazamentos para plataformas flutuantes que operam no mar.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Gestão de fornecedores. Saiba o porquê é valiosa para a sua empresa

18/10/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload