A importância de incentivar a capacitação para aumento de produtividade

18/06/2018

 

 

 Empresários não podem enxergar isso como custo, mas sim como um investimento para melhoria dos processos das empresas

 

O empresário da reparação que investe na capacitação de sua equipe tem bons motivos para acreditar que isso não é custo. Ao contrário, capacitação significa redução de custos, aumento da produtividade, diminuição da taxa de rotatividade e ter uma equipe alinhada que acompanha tendências.

 

Produtividade - A master coach, Andrea Deis, cita que de acordo com um relatório do National Center on the Educational Quality of the Workforce (Centro Nacional de Pesquisa sobre Qualidade Educacional para o Trabalhador – EUA), um aumento de 10% no nível educacional resultou em aumento médio de produtividade de 8,6% no setor industrial e de 11% fora da área de manufatura. 

 

“Em contrapartida, um investimento similar em equipamentos gerou aumento de produtividade de apenas 3,4%. Vale a pena observar também que o aumento do número de horas trabalhadas resultou em um aumento de produtividade de apenas 5,6%. Aumentar o nível de conhecimento dos colaboradores gera retorno de investimento maior no quesito produtividade”.

 

Ela comenta também sobre um outro estudo, publicado no periódico Public Personnel Management, que comparou o aumento de produtividade causado por treinamentos e o aumento causado pela combinação de treinamento e coaching individual. 

 

“Um grupo de gestores passou por um programa de treinamento que aumentou sua produtividade em 22,4%, que é um número respeitável. Entretanto, quando esse mesmo grupo passou por um programa de treinamento e mais oito semanas de coaching para reforçar a retenção e aplicação da aprendizagem pós-programa, a produtividade teve um salto impressionante de 88%”.

 

Atendimento –  Na reparação automotiva, o treinamento técnico é inerente ao negócio. “Obrigatório, porém, o que vai gerar a diferenciação é o serviço percebido pelo cliente. É mais que um atendimento é um suprir a necessidade e escalar para o desejo do cliente”. 

 

“Um treinamento comportamental é uma necessidade para este cliente contemporâneo, para que ele possa ter uma boa experiência no atendimento. A equipe deverá ganhar competências para entender suas potencialidades e suas limitações, em time e individual”.

 

Investimento – Para muitos, treinamento se traduz em custo. Andrea Deis  questiona: “O que é custo? Absenteísmo, doenças com afastamento, ineficiência e retrabalho, perda de clientes, fofocas, dentre tantas outras. É só passear vinte minutos andando por uma empresa que você vai conseguir mostrar para o empresário o que realmente é custo”. 

 

“Não vale a pena apresentar propostas sem levantar fatos. A dica são: fatos. Eu acredito mais em treinamentos, em capacitação para melhoria contínua em forma de projeto”.

 

Taxa de rotatividade – “Uma equipe em funcionamento otimizado e capacitada reduz a taxa de rotativa porque sabem o que fazer, como fazer, porquê fazem e quais as consequências. Esta equipe capacitada se torna colaborativa e compartilha talentos, o que diminui a sensação de sobrecarga e com isso diminui a rotatividade. Uma equipe capacitada e engajada deseja permanecer unida, prefere a qualidade de vida à mudança”.

 

Tendência – Treinamento e capacitação é importante para acompanhar tendências e até se diferenciar dos concorrentes. “É um caminho para diferenciação de forma que a empresa fideliza o cliente pela gestão da complementariedade, pelo todo e não apenas pelo produto ou serviço”.

 

“A próxima era será marcada pela criatividade em que a colaboração, diversidade, a multidisciplinaridade, o pensamento global, a velocidade e a disciplina caracterizarão percepções de valor e diferenciação. Para que tudo isso seja possível será necessário engajamento e propósito em que as capacitações trarão todos para uma mesma página”.

 

Periodicidade – Questionada sobre qual é a periodicidade para treinar a equipe, Andrea Deis sintetiza: “Até a sua longevidade. Quem cuida tem o melhor, quem não cuida paga. A aprendizagem e capacitação devem ser continuadas para que o colaborador esteja sempre nutrido”. ​

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Gestão de fornecedores. Saiba o porquê é valiosa para a sua empresa

18/10/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload