Sucesso de crítica e público.  1º Encontro SP de Grupos de Reparadores 2018

12/04/2018

 

Evento realizado em 24 de março, na capital paulista, movimenta principais grupos do País e os aproxima de empresas do mercado

 

Com a participação de cerca de 20 grupos de oficinas mecânicas e o apoio de 12 patrocinadores, a IBR Editora, responsável pela revista Reparação Automotiva e pelo jornal Balcão Automotivo, realizou no dia 24 de março, na capital paulista, o 1º Encontro SP de Grupos de Reparadores 2018. 

 

“Cerca de 20 diretores de grupos participaram do evento, não apenas de São Paulo, mas de outras cidades paulistas e também de outros estados. E nesse encontro ficou claro para nós, da editora, que eles (reparadores) têm a intenção de buscar a união e levar conhecimento aos grupos que pertencem. Eles esperam que outros encontros como esse aconteçam e com certeza a ideia é que isso se concretize. E agradecemos o apoio das fábricas que possibilitaram que este evento fosse realizado”, afirmou Edio Ferreira Nelson, diretor Comercial da IBR Editora.  

 

 

Com a apresentação a cargo do editor-chefe das publicações da IBR Editora, Silvio Rocha, e do consultor de Negócios da revista Reparação Automotiva, Jeison C. Lima, a primeira palestra do dia foi de Sérgio Duque, gestor da AUDATEC Pesquisas e Estudos de Produtos, especializada no segmento da reposição automotiva, que traçou um panorama do mercado automotivo até 2020. Na sequência, José Paulo Albanez, coordenador Estadual de Reparação Veicular e Comércio de Autopeças do Sebrae-SP, falou sobre a importância de boas práticas de gestão nas empresas.

 

Rodimar Marchiori, consultor do NEA/ARVESC, Núcleo Estadual de Automecânicas/Associação de Reparadores Veiculares de Santa Catarina, palestrou sobre a dinâmica e a importância dos grupos, e Roberto Turatti (Billy) ilustrou o case bem-sucedido do NEA/ARVESC. Ainda: Adelmir Mucelin, da TwoWeb, contou as inovações tecnológicas propostas pelo experiente grupo.

Antes do almoço, um painel para apresentação rápida de cases com alguns representantes de grupos presentes ao evento: Silvana Figueiredo, NAC – Botucatu/SP; Sérgio Santos, Grupo de Oficinas de Jundiaí/SP; Wilmar Barros Barbosa, vice-presidente do Sindirepa/ES; Cláudio José de Alencar (Alencar), A.B.R.A – Bauru/SP; Thiago Dotta, CNA – Cascavel/PR; José Natal, GOE –São Paulo/SP.

 

À tarde, o evento, que teve a participação de líderes de grupos de Norte a Sul do País, reservou aos participantes a oportunidade de um relacionamento mais próximo com as indústrias patrocinadoras. Para finalizar os trabalhos do dia, uma palestra de Luciano Pires sobre Moral e Ética, que mexeu com os todos os presentes. Confira os principais destaques.
 

 

 

PANORAMA DO MERCADO

 

 

 

Em paralelo ao desempenho da economia brasileira, Sérgio Duque mostrou as oportunidades para a reposição automotiva, entre elas, com relação à idade da frota. Pelas estimativas, são 62,9 milhões de veículos circulantes, 35,5 milhões são automóveis, com uma idade média de 9,6 anos. Caminhões e comerciais leves têm idades mais avançadas. 

 

“A nossa consultoria trabalha com o número de 165 mil oficinas no País e a previsão é de um crescimento médio de faturamento de 3% ao ano, entre 2018 e 2020, incluindo as linhas leve e pesada e colisão. Passando de um faturamento de R$ 51,2 bilhões, neste ano, para R$ 63,7 bilhões, em 2020”. 

 

Sobre serviços, o palestrante Duque comentou que a tendência é para carros mais compactos, com combustíveis alternativos, muita tecnologia e conectividade. E deixou uma dica: “em 2017, foram vendidos sete mil veículos elétricos no País. Comecem a estudar a reparação desses veículos”. 

 

 

 

GESTÃO DE NEGÓCIO

​​José Paulo Albanez expôs os trabalhos do Sebrae-SP, voltados para a gestão do negócio da reparação automotiva. “Nós desenvolvemos a chamada trilha do conhecimento, que é trabalhar muito com finanças, planejamento, processos, marketing, indicadores e metas, uma verdadeira consultoria na empresa”.

 

Nesse trabalho em conjunto com as oficinas, 10.636 no Estado de São Paulo, ele destaca os resultados imediatos: “a redução de perdas, o aumento do faturamento, do tíquete médio, da satisfação do cliente, a melhora da capacitação da equipe e o fomento dos negócios em grupo. Hoje o profissional tem que ser qualificado com conhecimento teórico e prático”, defendeu. 

 

E os empresários do setor podem e devem contar com o apoio do Sebrae. “Uma recente pesquisa feita por uma consultoria revelou que 91% dos empresários do segmento que participaram dos trabalhos de consultoria do Sebrae-SP se mostraram satisfeitos”, citou. 

 

Rodimar Marchiori iniciou a sua apresentação afirmando que participar de um grupo começa com uma quebra de paradigma: olhar para o lado como se não houvesse um concorrente, mas uma consultoria coletiva para todos aprenderem juntos. 

 

 

 


DINÂMICA DE GRUPOS

 

“As pessoas que não participam de grupos têm o receio de passar o seu conhecimento, mas juntos somos mais fortes. Grande parte dos empresários do setor é de origem técnica, mas não tem um sistema de gestão. Há uma tendência à individualidade já cultuada na empresa”, afirmou.

 

O case NEA/ARVESC

Criado em 1997 a partir da necessidade de maior interação entre os núcleos locais, uma vez que muitas ações eram desenvolvidas isoladamente em cada município, o NEA/ARVESC reúne mais de 400 empresas no Estado de Santa Catarina. “O grupo não tem mensalidade, conta com parceiros que aprovam o projeto e repassam, em média, 1% das compras feitas pelas mecânicas filiadas. Em 2017, foram cerca de R$ 17,9 milhões em compras programadas de consumo geral, por cerca de 280 empresas”, comentou Billy.


OPINIÃO DOS INTEGRANTES DOS GRUPOS

 

"Eu fiquei muito grato em participar deste evento, foi perceptível a integração dos grupos. Nós temos que focar mais nisso, ter o mesmo pensamento, para que a nossa classe seja cada vez mais valorizada. Eventos como esse têm que acontecer mais vezes para unir mais a nossa classe. E como foi dito nas palestras, não nos vemos como concorrentes, mas sim como parceiros. Acho que temos que trazer pessoas para dentro dos grupos para fortalecer a nossa classe e para que todos trabalhem no mesmo patamar”.
Alessandro de Souza (Kiko), do Mecânicos Premium – Brusque (SC)

 

 

 “O principal sentimento foi de muita satisfação em participar deste evento que vocês prepararam para nós, uma oportunidade para todos trocarem informações. Acho que sem dúvida esse é o início de outros, saímos daqui com muito mais energia para corrermos atrás. E com a união dos grupos, nós podemos fazer novas lideranças e vamos gerando afinidade. Com certeza, nós precisamos de mais eventos como este”.
Sérgio Ricardo Ferreira dos Santos, do Grupo de Oficinas de Jundiaí (SP)

 

“Eu queria primeiramente agradecer à revista pela organização e por todos os temas abordados. As palestras foram ótimas, para nós isso é muito importante, pois o setor está em desenvolvimento tecnológico, o mecânico precisa se atualizar, e eventos como esses são fundamentais para a nossa classe. Esse foi o primeiro encontro de grupos dos últimos tempos, agora tem que vir o segundo. Nós já nos programamos para em breve fazer essa solicitação à revista. Deste primeiro encontro, nós gravamos todas as informações para compartilhar o conteúdo com todos do nosso grupo”.

Silvana Figueiredo, do NAC  - Botucatu (SP) 

 

“Eu quero agradecer pelo convite, é imensurável o conhecimento que adquirimos neste evento. Gostei do testemunho que as pessoas deram sobre os seus grupos, o nosso é relativamente novo, tem dois anos, e com este evento eu estou levando uma bagagem muito boa para dividir com os meus parceiros. Certamente estarei no próximo. Parabéns pela iniciativa, pelo material disponível e pelos fabricantes de autopeças presentes. E com esta iniciativa, nós já marcamos um encontro junto aos grupos de Ourinhos e de Botucatu para nos fortalecermos”.

Cláudio José de Alencar, da ABRA - Bauru (SP)

 

 

 

“Gostaria de agradecer pelo convite e parabenizar toda a organização da Reparação Automotiva. O evento foi muito bom, com excelentes palestras, muito importante para nós que somos empresários da reparação. Vou levar o aprendizado para casa e a última palestra do Luciano Pires fechou o evento com chave de ouro. O setor é carente de informações, esse tipo de evento é sempre bom para estarmos trocando ideias com reparadores, principalmente que vêm de outros estados”.

Francisco Severiano Alves (Chiquinho), da ROMAT (SP)

 

 “O evento foi um sucesso, ficou a mensagem da importância de os grupos estarem se reunindo, trocando experiências, e ficou claro que eles querem saber como funcionam os grupos em outros estados. No momento em que foram apresentados os casos de sucesso, essa foi uma grande ação do encontro que terá reflexos positivos, a partir dessa iniciativa da Reparação Automotiva junto aos parceiros, as indústrias, para que os grupos melhorem as suas oficinas na ponta. É inevitável que um segundo passo aconteça, seja um seminário ou uma missão técnica. Com certeza esse evento irá repercutir”.
Rodimar Marchiori, do NEA/ARVESC (SC)

 

 

 

“Nós, da APREVO, que estivemos no evento, adoramos a iniciativa da Revista Reparação Automotiva. Além de realizar esse encontro para a troca de informações para o setor, ainda trouxe para compartilhar conosco um caso de sucesso no estado de Santa Catarina, que fez todos repensarem no hoje e imaginarem que o amanhã poderá ser diferente, mais próspero, desde que haja união, organização e perseverança dentro de um grupo ou associação. Esse tipo de evento ou encontro deveria se repetir cada vez mais, para que o nosso setor se una para enfrentar os obstáculos que estão à nossa frente. A união faz a força”.

Eduardo Gomes Pimentel, da APREVO – Ourinhos (SP)

 

 “Foi um momento muito oportuno para reunirmos vários empresários e líderes do segmento. Foi um momento de discussão e de reavaliação, e com a presença da indústria. Nós conseguimos algo muito raro. O que a revista proporcionou para essas lideranças é um passo muito importante para o nosso País, até então não existia essa abertura. Os objetivos foram muito bem apurados. Agora, nós precisamos determinar um plano de ação para um segundo momento e darmos continuidade a esse projeto”.
Thiago Dotta, da CNA - Cascavel (PR)

 

 

 “Foi um evento maravilhoso, nós somos um grupo em que participam 30 oficinas, hoje focadas principalmente na parte de gestão. Nós já temos uma sala de treinamentos e reuniões, agora estamos partindo para um centro de treinamento prático. Uma andorinha só não faz verão, juntos nós somos muito mais fortes. Vocês estão de parabéns por essa iniciativa, o evento foi fantástico e espero estar presente nos próximos com vocês”. Luis Carlos Bailone (Luizinho), do Premium Automotive Specialist (SP)

 

“Para mim é gratificante estar presente neste evento. O nosso grupo é forte na nossa região e os mecânicos, de maneira geral, precisam se unir. E como gestor de uma franqueada da Escola do Mecânico, que vem para qualificar e capacitar os profissionais do setor, vim aqui justamente por esse motivo”.
Max Filipe, da AESA – Campinas (SP)

 

 “O encontro foi muito importante e muito marcante. A nossa classe é muito carente deste tipo de evento, são poucas pessoas que estão preocupadas com o setor de reparação, como vocês (da revista) estão. Isso para nós representa uma grandiosidade, uma satisfação muito grande em podermos compartilhar a nossa experiência e em estarmos aqui colhendo informações para replicá-las para os demais. No mínimo, nós precisamos realizar três eventos como esse anualmente, em diferentes regiões do País. Nós vemos muitos grupos surgindo no Brasil e a nossa intenção é que haja uma unificação deles, a nossa ideia é criarmos a Oficina Mais”.

Roberto Turatti (Billy), do NEA/ARVESC (SC)

 

 

 “Gostaria de externar a minha alegria e satisfação do quanto foi importante para mim trocar ideias, cartões e informações com pessoas de outros estados, que esclareceram e eximiram muitas dúvidas. E parabenizar os organizadores por essa iniciativa tão importante para o nosso setor automotivo e a equipe da Reparação Automotiva que vem ao longo dos anos fomentando, unindo e traçando metas para o nosso mercado, colocando, assim, os reparadores para cima, com motivação, palestras e tantas outras coisas que vi nesse primeiro encontro. Espero e anseio que tenham outras oportunidades como essa, e que eu possa participar novamente”.
José Luiz Guimarães, do Grupo ABC da Mecânica (RJ)

 

 

“Em nome do Sindirepa-ES, eu quero agradecer por estar presente em mais um debate do setor de reparação de veículos. Esse evento foi grandioso. O pessoal de Santa Catarina mostrou que eles têm uma organização muito boa em termos de administração e as palestras estavam todas voltadas ao crescimento intelectual do empreendedor do segmento. Também a palestra sobre economia mostrou qual será o crescimento para os próximos anos, o que já vale a pena discutir investimentos para o setor e as mudanças tecnológicas que estão por vir”.
 Wilmar Barros Barbosa, do Sindirepa-ES

 

“O evento foi bem estruturado e organizado, as palestras foram interessantes e com muito conteúdo. Eu gostei do bate-papo com os fabricantes de peças e em poder tirar dúvidas com os mesmos. Outro ponto interessante foi conhecer outros grupos e a forma como eles se organizam e colocam suas ideias em prática. A iniciativa foi maravilhosa para a nossa área ter mais reconhecimento e unirmos mais os grupos e oficinas e, assim, ajudar uns aos outros e a nos prepararmos para o futuro”.

Michael Keller, do Grupo de Americana (SP)

 

 “O evento foi muito bem organizado, colocando em contato a indústria e o reparador. A meu ver, isso gera mais engajamento no setor e é algo muito importante para gerar inovações e alinhar expectativas. Achei muito válido participar e conhecer iniciativas de outras regiões e estados, noto que existem empresas pensando na qualificação e profissionalização da gestão para que a reparação automotiva continue competitiva. Foi possível refletir e agora, juntos, precisamos dar seguimento aos insights gerados no evento”.

Thalita de Pádua Medeiros, do Sebrae-SP - São João da Boa Vista 

 

 “Nós somos em dez oficinas e o GOE caminha para 15 anos de atividades. Para estar em um grupo é preciso ter comprometimento e desapego de práticas vivenciadas na nossa empresa, para que a vivência em grupo tenha resultados. Por isso, é importante que seja definida qual é a participação de cada um dos seus membros. Há oito anos, o GOE foi formalizado como associação e isso envolve compromissos fiscais e contábeis, com recursos humanos”.

José Natal da Silva, do GOE (SP)

 

 

 “O evento foi muito importante para o desenvolvimento do setor, que ainda carece de muita atenção de todos os envolvidos. Palestra e depoimentos de grupos da reparação automotiva revelam o quanto importante é o segmento para a economia do País. Com a realização de mais encontros dessa magnitude, nós vamos alcançar toda a cadeia automotiva e, principalmente, conscientizar a todos sobre a importância do setor. Foi ótimo participar desse evento muito importante para o nosso mercado”.
Gilson Reis, do Grupo de Oficinas Porto Seguro (SP)

 

“As palestras foram divinas, fica superdifícil escolher a que eu mais gostei. Cada aprendizado novo, cada momento único, além de rever amigos e parceiros, e conhecer novos parceiros também. A apresentação do Duque sobre ticket médio e a evolução dos centros de reparação foram informações mais do que importantes para o nosso futuro. A união e a vontade de aprender da categoria me deixaram bem emocionada, geralmente não vejo essa união, ou vejo muita “panelinha”. Devemos expandir esse encontro para outros estados, se possível começando por Minas Gerais, e divulgar mais. Um encontro como esse deve ter participação geral do nosso querido Brasil”.

Andiara Junqueira, do Sindirepa-MG

 

 

OPINIÃO DOS PARCEIROS

 

“É importante e necessário como fabricante aproveitarmos todas as oportunidades de interação com os profissionais do mercado. Um  evento como este traz exatamente isso: momentos de interação e integração. E os mecânicos são muito generosos e sinceros com suas críticas e sugestões. Aproveitar esse tipo de oportunidade é necessário para melhor atender, sendo assim merecedores do prestígio que temos, honrando a reputação da Dana e de nossas marcas Albarus e Spicer. Que venham os próximos”!
Luis Pedro C. Ferreira, Relações Institucionais, Comunicação e Marketing da Dana América do Sul

 

 “Para nós, da Delphi Technologies, encontros como este são valiosos. Por conta da estrutura do mercado, os fabricantes acabam tendo mais proximidade com os outros níveis da cadeia, por isso valorizamos muito as oportunidades de poder falar diretamente com quem confia e escolhe nossa marca diariamente. O fórum proporcionou um momento de experiência e relacionamento muito importante para nós, como parceiros, e uma excelente experiência para os participantes com apresentações e conteúdos muito relevantes”.

Camila Rocha, do Marketing & Communications Corporate da Delphi Technologies

 

 

 “O encontro foi muito importante para a troca de experiências, aprender novos conceitos e conhecer pessoas preocupadas com a evolução do mercado de reparação. Penso que momentos como esse irão contribuir para tornar este segmento cada vez mais ético e importante para o País”.

Marcia H. Bonfim Carinhana, Relações Públicas da DPK

 

 

“Sem dúvida, participar de um evento como o 1º Encontro SP de Grupos de Reparadores 2018 foi muito importante para o nosso contexto de negócios. Esperamos fazer parte de outras iniciativas como essa, organizada e promovida pela revista Reparação Automotiva, que venham contribuir para o fortalecimento de todo o mercado. Parabéns a toda a equipe da IBR Editora pela realização do importante evento”.

Plínio Fazol, gerente de Marketing da Freudenberg-NOK Sealing Technologies

 

 

“O primeiro encontro da Reparação Automotiva foi excelente, pois tivemos a oportunidade de fazer contatos e parcerias com aqueles que são os clientes mais importantes para a indústria automotiva: os aplicadores. As apresentações sobre as estatísticas e tendências do setor, realizadas por especialistas renomados, assim como a palestra a respeito de Fitness Cerebral, feita por Luciano Pires, foram de grande contribuição. Para a Hipper Freios, foi um encontro gratificante, com um conteúdo muito rico”. 

David Silva, consultor Comercial da Hipper Freios

 

 “Foi uma honra para a nós, da Tenneco, participar do 1º Encontro SP de Grupos Reparadores. Foi uma ótima oportunidade para estreitar relacionamento com os profissionais do mercado de reposição e levar informações sobre nossos produtos e tecnologias a esse público estratégico. A Tenneco tem orgulho de ser uma empresa que preza por levar conhecimento e qualificação ao setor. Por isso, valoriza iniciativas como essa, que visam capacitar os reparadores e aproximar, ainda mais, a indústria da sua cadeia de clientes”.

Juliano Caretta, coordenador de treinamento da Tenneco do Brasil

 

 “Quanto ao encontro, para nós, da MTE-Thomson, foi muito bom, pois é sempre gratificante encontrar pessoas comprometidas com o setor, que sustenta toda a nossa cadeia. Entendemos que o mecânico é, sem dúvida, a categoria-chave do nosso negócio, portanto todos os fabricantes, distribuidores e varejos devem cada dia mais fortalecer essa categoria tão desacreditada e que sofre por essa questão de falta de ética profissional. A revista está de parabéns por organizar com maestria o evento  e por ser mais uma engrenagem desta máquina chamada reparação independente”.

João Alberto, consultor técnico da MTE-Thomson 

 

 “A Radnaq gostou muito de ter participado desse primeiro grande evento da Reparação. Pudemos ali divulgar o nosso lançamento, que é o produto Condicionador de Metais MIRALUB. E todos que estavam presentes se mostraram bem interessados em conhecer o que as empresas divulgavam e era notório que estavam em busca de mais conhecimento e melhoria para suas empresas. Agradecemos a todos que prestigiaram a nossa bancada e esperamos colher os frutos que ali plantamos”.
 Katarina Polido, de Vendas da Radnaq

 

 

 

“O Encontro superou nossas expectativas com relação a informações, negócios e visitantes. Tivemos a oportunidade de apresentar os nossos produtos, nossas Ferramentas de Trabalho, uma delas: o Novo Aplicativo de Catálogo, e tirar dúvidas técnicas dos reparadores. Com o evento, conseguimos estar mais próximos de diversas Oficinas e Sindicatos de ponta, identificamos necessidades e oportunidades, estreitamos relacionamentos, renovamos informações e também prospectamos novos parceiros. “Sem dúvida, foi um sucesso absoluto, que venham os próximos”! 
Ricardo Ribeiro Araújo, do Marketing da Tecfil

 

 

 

 

“O evento mostrou, para quem ainda tinha dúvidas, que não existe outro caminho que não o da parceria entre mecânico e fabricantes, e ali tivemos, através dos grupos regionais, uma participação de centenas de oficinas de todo o Brasil. O nível de profissionalismo nas oficinas é surpreendente e, de acordo com as informações do Sérgio Duque, temos um setor enorme para buscar, com cifras altíssimas. A Urba-Brosol tem um time em todo território nacional para trabalhar juntamente com estes parceiros. E tivemos a palestra de Luciano Pires, um dos maiores palestrantes do Brasil e com muito orgulho vindo do nosso mercado”. 

Olympio Piolla Junior, gerente de Vendas da Urba-Brosol

 

 

 “Sem dúvida, foi um evento muito focado em compartilhar informações relevantes que aumentam a consciência dos aplicadores para a importância de boas práticas na gestão empresarial. Ainda somos um mercado majoritariamente de oficinas geridas por bons profissionais focados na parte técnica, mas pouca preocupação com a gestão profissional do negócio. Muito bom saber que essa realidade está mudando através de iniciativas como essa e ver núcleos de aplicadores dispostos a compartilhar seus bons resultados. Ficamos muito satisfeitos em apoiar essa iniciativa, pois contribui com o futuro do nosso setor”. 

Jorge Guimarães, analista de Tensores e Polias da Zen S.A.

 

 

“É uma honra para nós, da ZF Aftermarket, participar de um evento como este, que busca compartilhar conhecimento e desenvolver relacionamento com os reparadores. A ZF vem, há alguns anos, desenvolvendo estratégias que nos aproximem do dia a dia do reparador para que, dessa forma, possamos oferecer todo respaldo necessário. Em 2017, lançamos o Amigo Bom de Peça, um projeto dedicado a suportar o mecânico com conteúdo técnico exclusivo e totalmente gratuito. Participar de iniciativas como esta da Reparação Automotiva reforça nosso comprometimento com este importante elo do setor de reparação”. 

Fernanda Giacon, Head de Marketing da ZF Aftermarket na América do Sul

 

 

GALERIA DE FOTOS DO EVENTO

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Rede DPaschoal. Atendendo com produtos e serviços de qualidade

22/11/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload