Cuidados ao instalar a bomba d’água

21/03/2018

Limpeza de todo o sistema de arrefecimento e da  área de contato da bomba, alinhamento e tensão das correias do motor são detalhes importantes na hora da manutenção.

 

 

 

Uma das responsáveis pelo controle da temperatura do motor do veículo, evitando, assim, o superaquecimento, a bomba d’água necessita de alguns cuidados no momento da aplicação. “Antes de instalar a bomba d’água nova, é importante esgotar toda a água e fazer  uma completa limpeza do sistema de arrefecimento e da  área de contato da bomba”, alerta Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata.

 

Passar graxa ou cola entre  bomba, junta e o bloco do motor não é recomendado.

Independente se a bomba utiliza junta de papel, metálica  ou anel de borracha esses devem ser montados no estado que se encontram, sem graxa ou cola e não devem ser reutilizados.

 

Para evitar o empenamento, os parafusos de fixação devem ser apertados de forma alternada.

 

Outros detalhes que, segundo Silva, devem ser verificados são o alinhamento e a tensão das correias do motor, de acordo com as instruções do fabricante do veículo. “Correia muito esticada reduz a durabilidade do rolamento da bomba, já que ele passará a trabalhar com o eixo sempre forçado”, comenta.

Os motores mais modernos possuem tensionadores de correia automáticos, dispensando o ajuste.

 

Após instalar a bomba d’água, Jair explica que é preciso abastecer o sistema  com novo líquido de arrefecimento, composto por agua e aditivo. Essa mistura deve estar na proporção  recomendada pelo fabricante do veículo, para aditivos concentrados fazer a mistura agua/aditivo fora do motor.  “O aditivo é fundamental para manter o motor na temperatura certa. Os seus componentes químicos elevam o ponto de ebulição de água  e preservam todos os componentes do sistema contra corrosão e evitam a formação do processo de cavitação, que é extremamente prejudicial ao sistema.    

 

Uma verificação minuciosa de todos os componentes do sistema é indicado, principalmente  sensores, válvula termostática, radiador e mangueiras.

 

Segundo o gerente de qualidade e serviços da Nakata, os cuidados são necessários para uma manutenção adequada. “A má aplicação da peça pode danificá-la. Além disso, caso a instalação não seja correta, o problema pode persistir e o dono do carro ficar na mão a qualquer momento por causa de superaquecimento”, finaliza.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Janeiro da Revista Reparação Automotiva.

21/01/2020

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload