Do lado do reparador, também com a marca Albarus e as unidades móveis Dana

24/01/2018

 

 

Carlos Dourado, diretor de Vendas para o Aftermarket da Dana, conta que embalados pelo relançamento da marca Albarus, em 2018 continuarão fortalecendo o relacionamento com o setor, que é a base do sólido crescimento iniciado em 2017, fundamentado em um novo modelo de negócio, mais próximo, consistente e com uma política comercial clara e ainda mais confiável. 

 

 

Reparação Automotiva: Com as novas tendências do mercado e as inovações nos veículos, quais as principais novidades e tecnologias nos produtos da Dana?

Carlos Dourado: A Dana é líder mundial no fornecimento de sistemas de transmissão, vedação e gerenciamento térmico com alta tecnologia que melhoram a eficiência e o desempenho de carros e máquinas. Atende aos mercados de veículos de passageiros, caminhões, equipamentos fora-de-estrada e industriais. No Brasil, a empresa tem mais de 70 anos e é uma das líderes tanto no fornecimento de componentes para as montadoras como para o mercado de reposição, um dos mais importantes do mundo. Agora, a Dana inicia uma nova fase da tradicional marca Albarus na reposição. A partir deste mês, a empresa amplia as soluções já oferecidas com a marca Spicer, oferecendo nas tradicionais caixas amarelo, vermelho e preto uma completa linha de juntas homocinéticas, cruzetas e cubos de roda para a frota nacional de veículos automotores (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus).

 

RA: Discorra a respeito do posicionamento da empresa no Aftermarket e quais as ações com o setor de reposição.

CD: A Dana tem tradição muito forte no Aftermarket. A companhia começou suas atividades na reposição e foi uma das primeiras fabricantes dedicadas à indústria automotiva na América do Sul. A primeira encomenda de maior escala aconteceu em 1948, quando a empresa Figueiras, de Porto Alegre, comprou 1.000 cruzetas para atender a reposição para os veículos utilitários da marca Jeep.  Pouco tempo depois, a Ford fez seu primeiro pedido de cruzetas, dando início ao fornecimento direto a uma montadora, para atender também a reposição.  Foi por uma sugestão da própria Ford, em 1955, que em busca de novas tecnologias o fundador Ricardo Albarus formalizou sua associação com a fabricante americana de eixos cardans Spicer Manufacturing, que mais tarde se tornaria a Dana. Agora, o objetivo é atender ainda melhor as necessidades crescentes dos clientes da reposição, com qualidade e preços competitivos. No início dos anos 2000 a empresa, dentro de suas estratégias de atuação global, concentrou seu foco na marca Spicer. Atualmente, damos continuidade ao novo enfoque para o mercado de reposição que iniciamos em 2017, com o reforço dos nossos investimentos com a marca Albarus, que traz um complemento estratégico ao portfólio. Combinamos os produtos originais Spicer com os All Makes Albarus, ampliando assim as soluções oferecidas para que nossos clientes possam atender melhor aos seus clientes e assim alavancar negócios para todos, o que demonstra a força destas parcerias. Aumentamos nossa atuação e melhoramos as opções que nossos clientes podem oferecer para os seus clientes, crescendo seus negócios. A marca Albarus tem tradição inegável que se traduz em um recall impressionante, sempre associado à qualidade e confiabilidade. Junto com a Spicer, amplia o nosso portfólio de produtos e oferece uma combinação versátil, de acordo com a necessidade do cliente, além de trazer o aval da Dana, outro diferencial importante.

 

RA: Comente sobre o que vocês têm feito para manter o reparador atualizado e treinado.

CD: A Dana trabalha em duas frentes – uma institucional, de uma empresa global, presente em 34 países, com mais de 27.000 colaboradores, na qual a reposição é peça estratégica dos negócios globais. Em www.dana.com.br/aftermarket, com muito orgulho apresentamos nossas linhas de produtos e marcas – com direcionamento aos sites das marcas. A segunda frente, de contato mais direto com o mercado. Em Spicer.com.br, podem ser feitas as consultas específicas sobre itens, dicas técnicas em vídeo, guias de uso ou catálogo de aplicações, para baixar, instalar como App no celular ou tablet ou para consultar no próprio site.  Sempre estivemos presentes na reposição brasileira fazendo nossos produtos chegarem em todos os elos da cadeia de distribuição. Desde o início de 2017 voltamos a atender diretamente nossos distribuidores e criamos uma nova estrutura de aftermarket para melhorarmos o atendimento na reposição. Investimos na inauguração de nosso 18º Centro de Distribuição, em Diadema-SP, onde consolidamos todos os itens fabricados nas diversas plantas da Dana no Brasil. Estruturamos uma nova equipe tanto interna como externa, com suporte ao negócio em todo o território nacional. Hoje temos orgulho de poder contar com os melhores e maiores distribuidores que fazem nossos produtos chegarem através de uma logística eficiente em todos os cantos desse País, garantindo a disponibilidade de nossos itens ao reparador em todo o Brasil.

 

RA: E quais os programas e ações de relacionamento com este público?

CD: Para nós, da Dana, mão de obra qualificada ainda é um dos gargalos do setor de reparação no Brasil. Para isso, trabalhamos no sentido de ajudar a capacitar profissionais para atuar nos vários canais deste segmento, da venda à colocação das peças. O mercado tem dificuldades em encontrar gente capacitada para trabalhar e esse desafio só tende a aumentar, assim como a tecnologia presente nos veículos. A indústria precisa trazer esse conhecimento para a ponta e promover a capacitação desses técnicos que precisam de constante atualização para poder acompanhar e atender às expectativas de um perfil de cliente cada vez mais exigente e bem informado. As iniciativas de instituições do setor visam levantar a bandeira das certificações, criação de cursos profissionalizantes que têm como objetivo compensar as falhas na formação educacional e minimizar a carência de profissionais de autopeças. A empresa está muito presente e se dedica fortemente às redes sociais e demais canais de comunicação e interação com toda a cadeia, onde o reparador independente é chave. São canais de comunicação que permitem a promoção de todos os produtos da marca, capacitar o profissional com materiais técnicos e informativos. A Dana está trabalhando em uma agenda agressiva para levar ao reparador em todo o Brasil conhecimento técnico de seus itens, o que passa a ser uma das principais bandeiras nessa retomada na reposição.  

 

RA: Quais os próximos projetos e investimentos da Dana para o reparador?

CD: Além do relançamento da marca Albarus, este ano a Dana terá como novidade o lançamento das Unidades Móveis Dana, um serviço diferenciado com técnicos especializados para ampliar a nossa presença em campo e atender os distribuidores, aplicadores e frotistas, promovendo ainda mais a visibilidade da marca e dos nossos produtos.

 

RA: Faça suas considerações finais...

CD: Embalados pelo relançamento da marca Albarus, em 2018 vamos continuar fortalecendo nosso relacionamento direto com o setor, que é a base do sólido crescimento que iniciamos em 2017 fundamentados em um novo modelo de negócio, mais próximo, consistente e com uma política comercial clara, em que todos podem confiar. Aproveitaremos as oportunidades de interação com o mercado nas feiras regionais Autopar e Autop, onde estaremos presentes com nosso estande, marcas e time, prontos para rever os amigos e alinhar esforços.

 

Reparação Automotiva: De que maneira vocês enxergam o atual cenário brasileiro no quesito oportunidades e desafios?

CD: As oportunidades estão justamente diretamente ligadas aos desafios. O consumidor brasileiro precisa ser aculturado sobre o importante papel da manutenção e reparação automotiva. Não é apenas uma questão econômica ou de preferência por trocar o seu veículo por um novo. Vai muito além, a manutenção veicular representa segurança, economia, mobilidade e preservação ambiental. No caso da Dana, as oportunidades são grandes. As ações que a empresa iniciou este ano serão continuadas e estamos em processo de ampliação dos nossos serviços e linha de produtos. Estamos aumentando nossa abrangência para atender e superar as necessidades do mercado.

 

RA: Como foi 2017 para a companhia e quais as expectativas para o início de 2018?

CD: 2017 foi muito importante para a Dana, pois a empresa celebrou os seus 70 anos de Brasil. Dentro deste cenário, temos procurado reforçar o relacionamento com o mercado de reposição brasileiro, com o lançamento de novos produtos, ampliação de sua linha e também uma nova forma de comercializar os seus itens no Aftermarket que, desde o início de 2017, passou a ser diretamente atendido junto aos distribuidores. Para melhor atender o setor, inauguramos ainda um Centro de Distribuição em Diadema, onde consolidamos todas as linhas de produtos fabricadas nas diversas plantas da Dana no Brasil. Tudo para superar as expectativas e necessidades do Aftermarket. A companhia possui a mais completa linha de itens para cardans, diferenciais, juntas homocinéticas e kits de reparo, colunas de direção e lançou este ano a linha de componentes de suspensão e direção com a marca Spicer. Entre as novidades em produtos, destaco o novo eixo Dana 44 “Vintage”, item que faz parte de um programa inovador destinado para os donos de veículos clássicos que sempre buscaram os eixos da empresa para seus carros. Desenvolvemos uma versão robusta destinada aos aficionados por Chevrolet Opala e Ford Maverick e, ao invés de comercializar somente componentes avulsos dos eixos na reposição, passamos a oferecer um produto completo, original de fábrica e com um ano de garantia. Além disso, definimos seis distribuidores autorizados em diferentes locais no Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), Goiânia (GO), São Leopoldo (RS), Uberaba (MG), Pinhais (PR) e Fortaleza-CE, para que os consumidores de todo o País possam adquirir com facilidade o eixo Dana 44.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Novembro da Revista Reparação Automotiva.

18/11/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload