CICLO OTTO, FALHAS NOS MOTORES

Confira os elementos que devem ser  investigados no diagnóstico

 

Os motores de ciclo Otto injetados frequentemente apresentam falhas relacionadas com o enriquecimento da mistura. Um diagnóstico dos componentes, potenciais causadores desta deficiência, certamente indicará as medidas a serem tomadas para eliminar o mau funcionamento.

 

1. MEDIDOR DE MASSA DE AR, MAP OU MEDIDOR DE FLUXO DE AR COM DEFEITO: Afetados pela carbonização, óleo proveniente do blow by, poeira ou danos no componente, afeta a medição da carga do motor e, consequentemente, a mistura ar/combustível.

 

2. SONDA LAMBDA DEFEITUOSA: Lembre-se que o sinal da sonda é influenciado por outras falhas, como: entrada falsa de ar no coletor de escape ou admissão, mau contato nos conectores, aquecimento de sonda e condição geral do sistema e motor. Portanto, faça uma avaliação geral antes de substituir a sonda.

 

3. SENSOR DE TEMPERATURA DEFEITUOSO OU MAU CONTATO NAS SUAS CONEXÕES: O tempo de injeção pode aumentar drasticamente por uma falha de contato ou tolerância inadequada na resistência do componente, porém leve em conta também as deficiências do sistema de arrefecimento. 

 

4. PRESSÃO DE COMBUSTÍVEL ALTA: A pressão alta geralmente é causada pelo entupimento da mangueira de retorno ou regulador defeituoso, desajustado, aplicação errada.

 

5. FUGA DE COMBUSTÍVEL NO REGULADOR DE PRESSÃO: Retire a mangueira da câmara de vácuo do regulador. Não pode haver vestígio de combustível ali.

 

6. VÁLVULA DE INJEÇÃO GOTEJANDO: Tire o tubo distribuidor sem desmontar os injetores. Com o sistema de combustível pressurizado, observe a estanqueidade dos injetores por cerca de um minuto. Caso haja falha, faça a manutenção das válvulas com um equipamento de ultrassom. Se persistir o defeito, substitua a válvula.

 

7. VÁLVULA DE INJEÇÃO INCORRETA, MAIOR VAZÃO: Confira a aplicação e teste a vazão da válvula com um equipamento apropriado.

8. ENTRADA FALSA DE AR NO COLETOR: Isto provoca uma adaptação distorcendo a relação da mistura. Verifique as mangueiras, conexões e demais componentes ligados ao coletor, como: válvulas do canister, EGR, da partida a frio, etc.

 

9 . FALHA DE IGNIÇÃO: Vela, bobina e cabo de ignição defeituosos também provocam adaptação irregular da mistura. O funcionamento do motor com mistura rica tende a carbonizar e acentuar a formação de fuligens nas velas. Portanto, seja cauteloso por outros elementos, como: baixa combustão, ponto de ignição inadequado, sistema de arrefecimento e outros aqui citados.

 

10. DEFEITO DO MOTOR: Um exame das velas e do vácuo no coletor dará uma impressão geral sobre as condições de funcionamento do motor, porém não deixe de verificar a compressão e vazamento de cilindro, correia dentada e sistema de arrefecimento do motor.

 

11. MAU CONTATO DAS CONEXÕES - MASSA DA UNIDADE DE COMANDO: Esta falha é bastante comum e pode alterar o acionamento do injetor, a carga da bobina de ignição, sinal da sonda lambda, etc. Revise e teste todas as conexões à massa. Limpe as superfícies de contato e reaperte os parafusos.

 

12. QUALIDADE DE COMBUSTÍVEL: Teste o combustível e, se necessário, esgote, tanque e reabasteça com combustível normalizado.

 

13. VERIFIQUE TAMBÉM A TENSÃO DE ALIMENTAÇÃO DA UNIDADE DE COMANDO E DOS SENSORES: Tensão baixa provoca distorções nos sinais e no funcionamento dos atuadores.

 

 

ATENÇÃO
E o mais importante de tudo: Todas as vezes que ocorrerem defeitos como estes o combustível não queimado acumula no óleo do cárter e se vaporiza ao aquecer o motor. Aspirados através da mangueira de respiro, conhecida como blow by, em excesso enriquece a mistura e faz o motor falhar. Neste caso é conveniente desconectar a mangueira do blow by no coletor (não se esqueça de colocar um tampão no orifício deixado no coletor) durante o diagnóstico e após eliminar a falha troque o óleo do motor.

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Gestão de fornecedores. Saiba o porquê é valiosa para a sua empresa

18/10/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload