Transmissão Automática – Câmbio AL4, Passo a passo de como deve ser feita a desmontagem e os defeitos crônicos deste câmbio

23/11/2017

Desde seu lançamento no mercado em 2001, a linha francesa passou a utilizar a transmissão AL4 em seus veículos com motores de quatro cilindros. Este câmbio possui diversos componentes e detalhes importantes na hora da desmontagem.

 

Por isto, trazemos este mês o passo a passo de como deve ser feito o procedimento correto na hora da desmontagem, exibido pelo instrutor Alexandre Gomes Teixeira.

 

Principais problemas

• Fuga da pressão entre a embreagem E1 e E2. O movimento do eixo pelo desgaste da bucha gera a fuga de pressão nos anéis traseiros. Neste caso é preciso trocar os anéis e as buchas para a centralização do eixo e para evitar problemas no câmbio.

• Existem dois solenoides, porém o que mais causa problema é o que está localizado perto da válvula manual, que é o regulador de pressão. Esse defeito pode ser identificado na hora do teste em scanner, onde acusará regulagem de pressão, quando isso acontecer geralmente é devido ao solenoide. Neste caso é necessário substitui-lo e trocar o óleo.

 

 Mais informações

- Caixa de câmbio automática transversal com comando eletrônico integral.

- Quatro marchas à frente e uma à ré.

- Calculador eletrônico auto-adaptativo possibilita o gerenciamento do conversor, das passagens de marchas e dos programas específicos.

- A capacidade em torque máximo é de 210 Nm (21 kgf.m).

- Caixa de câmbio com operações de manutenção reduzidas.

- Resfriamento do óleo da caixa de câmbio através de trocador térmico.

- Aplicação atual: CITROËN, PEUGEOT e RENAULT.

 

Câmbio AL4 - Aula 1 - Módulo 1

 

Câmbio AL4 - Aula 1 - Módulo 2

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Revista Reparação Automotiva Edição 140

29/05/2020

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload