José Carlos Finardi, um profissional multimídia

01/06/2017

 Se o assunto é automóvel, esse reparador encara qualquer desafio, 

desde resolver os defeitos mais difíceis até criar um programa de TV 

 

A exemplo de muitos outros profissionais da mecânica, Finardi é um apaixonado por automóveis e, desde cedo, descobriu que a oficina era o lugar ideal para ganhar o sustento e trabalhar com o que mais gosta. Após décadas de estudo e dedicação, hoje é uma referência para centenas de reparadores em todo o Brasil.

 

Ao longo da vida, José Carlos encarou as mais diferentes atividades, sempre tendo os veículos por perto. Foi funcionário de montadora, preparador de carros de corrida, colecionador e restaurador. Atualmente, divide o seu tempo entre o trabalho na oficina, os serviços de consultoria, um programa de TV, um canal no YouTube e uma revista.

 

Mas como Finardi trilhou esse caminho tão diferente? “Comecei na mecânica muito cedo, com 13 anos, trabalhando na área de pintura. Pouco depois, abri uma oficina com o meu irmão, em São Bernardo do Campo (SP). Continuei me aperfeiçoando e acabei contratado pela Volkswagen, onde trabalhei por vários anos”, recorda.

Aos 66 anos, José Carlos destaca que sempre procurou se atualizar, por isso que segue na ativa. “O reparador precisa ter o conhecimento das novas tecnologias. Os veículos evoluem rapidamente. Por isso que eu sempre estou estudando. Hoje, chego a organizar cursos e dou consultoria para mais de duzentos mecânicos”, revela.

 

CAUSOS - Histórias curiosas também não faltam na vida de Finardi, como o caso de um jornalista que, durante uma viagem, ficou com o carro quebrado na beira da estrada e longe de tudo. “Ele me ligou e fomos tentando achar o defeito. Acabou dando certo, o motor voltou a funcionar e ele conseguiu chegar à cidade mais próxima”, conta.

 

No entanto, a situação mais estranha foi quando um amigo reparador buscou até uma força “do além” para consertar um carro. “Quando fui ajudá-lo, notei que a carroceria estava com várias manchas brancas. Perguntei o que era aquilo. Era sal, jogado por uma benzedeira que ele chamou! Ao final, o defeito não tinha nada de sobrenatural, era apenas um fio ligado errado”, relembra.

 

CONSULTOR - Apesar de seguir à frente de sua oficina, na cidade de São Bernardo do Campo, José Carlos dedica

cada vez mais tempo à capacitação de outros reparadores. “Eu ainda acompanho todos os consertos feitos aqui e atendo os casos mais complicados, mas estou procurando me dedicar mais aos cursos e consultorias”, explica.

 

Nos últimos anos, Finardi também passou a ser um profissional “multimídia”, divulgando os seus conhecimentos num canal de vídeos no YouTube, num programa de TV e numa revista. “Começou como um hobby, mas está cada vez mais sério. Estou aprendendo bastante e, por esses meios, posso me manter na ativa por muitos anos”, planeja.   

 

Em 1989, José Carlos Finardi surpreendeu os apaixonados por carros antigos ao comprar com o seu irmão a massa falida da polêmica Indústria Brasileira de Automóveis Presidente. O lote era composto por cerca de vinte carrocerias, três veículos completos e alguns moldes. Todo esse acervo tinha ficado interditado pela justiça desde 1968.

 

Fundada em 1963, também na cidade de São Bernardo do Campo, a Ibap queria se tornar a maior fábrica de veículos de capital nacional. O primeiro modelo apresentado, o Democrata, era um luxuoso sedan com motor V6. Mas a sua forma de financiamento, com a venda de títulos, foi considerada uma fraude pelo governo da época. 

 

Os irmãos Finardi se dedicaram durante vários anos a recuperar parte dessa história. Ao final, conseguiram restaurar completamente dois carros. Um modelo vermelho está exposto no Museu do Automóvel de Canela, no Rio Grande do Sul, e o outro, na cor verde, faz parte do acervo do Museu Nacional do Automóvel, localizado em Brasília. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Janeiro da Revista Reparação Automotiva.

21/01/2020

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload