FILTROS DE AR - Os cuidados na hora da troca

Apesar de ser bem simples, essa manutenção exige alguma paciência e muita atenção aos detalhes para ficar perfeita

 

Todo reparador sabe que a falta de manutenção do filtro de ar pode causar uma série de problemas para o motor. A troca do componente é rápida e, na maioria dos veículos, é feita apenas com as mãos. Então, por que ainda existem tantas falhas nessa área?
Segundo Ronilso Toledo, supervisor de assistência técnica da Sogefi, fabricante dos filtros Fram, um dos maiores problemas é a pressa. “Muitas vezes, para ganhar tempo, o reparador deixa de fazer alguns procedimentos fundamentais”, comenta o especialista.

 

LIMPEZA - Deixar o alojamento do filtro sujo ou limpar de qualquer jeito é um dos erros mais comuns. “Para começar, o ideal é não usar jatos de ar nessa área. Sem a proteção do filtro, uma parte da sujeira vai parar dentro do coletor de admissão”, explica Ronilso.
A estopa também deve ser evitada, porque alguns dos seus fiapos sempre acabam dentro do motor. Por último, o ideal é fazer uma revisão cuidadosa nos dutos, mangueiras e abraçadeiras do sistema. Se estiverem com problemas, todo o trabalho será perdido.

 

JEITINHO - Outro ponto importante, segundo Toledo, é evitar a famosa “limpeza” com o uso de compressores ou batendo o elemento para tirar a poeira. Além de não ajudar, chega a romper as fibras do papel. Danificado, o filtro de ar vira apenas um “enfeite”.

 

O reparador também deve conscientizar os seus clientes sobre os prejuízos causados pela falta de manutenção, como o aumento do consumo e a redução da vida útil do motor. O cuidado deve ser redobrado quando o veículo é usado em ruas e estradas de terra.
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Novembro da Revista Reparação Automotiva.

18/11/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload