O ANO COMEÇOU DIFÍCIL - MAS AS PREVISÕES SEGUEM POSITIVAS

As montadoras esperavam uma reação mais rápida do mercado automotivo, o que ainda não aconteceu

 

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores esperava “virar a página” da crise logo no início do ano. Mas a previsão não se realizou. Em janeiro, o emplacamento de veículos novos foi 5,2% menor do que o registrado no mesmo período de 2016. 
Estimavam os analistas que a grande redução da taxa Selic, anunciada nos primeiros dias de janeiro, poderia dar uma maior confiança ao mercado e alavancar o aquecimento da nossa economia. Passados dois meses, muito pouco aconteceu.

 

UTILITÁRIOS - No meio de tantas más notícias, quem salvou o início do ano foi o mercado de pequenos utilitários, registrando um crescimento de 20,39% em relação ao primeiro mês do ano passado. Todos os outros segmentos tiveram quedas significativas.
Caminhões, ônibus e máquinas agrícolas continuam sofrendo com a falta de medidas econômicas de impacto direto, que incentivem a renovação das frotas. Mas, mesmo assim, devem reagir em breve, diante da previsão de uma nova safra recorde. 

 

 


Considerando todos esses cenários, a Anfavea se mantém otimista e, até o momento, não revisou as suas projeções para 2017. A expectativa da entidade é registrar um crescimento de 11,9% na produção, de 4% nos licenciamentos e de 7,2% nas exportações. 


Para conhecer em detalhes esses e muitos outros indicadores sobre o mercado automotivo, as empresas e entidades do setor podem solicitar um login e senha para acesso temporário no site da Audatec Marketing, no endereço www.audatec.com.br

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Dezembro da Revista Reparação Automotiva.

10/12/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload