UM VENCEDOR - Guiado pela honestidade e competência

03/02/2017

 

 

Seguindo sua intuição e o exemplo do pai, “João Galego” se tornou uma referência na reparação pernambucana
 

Nosso país poderia ter ganho mais um engenheiro de sucesso, mas esse seria um enredo simples demais para esse pernambucano da cidade de Olinda. João Batista Gomes de Melo, o conhecido “João Galego”, há 32 anos transformou o seu sonho em realidade ao abrir uma pequena oficina. Provou que honestidade e competência podem e devem sempre andar juntas. 
Filho primogênito entre oito irmãos, a preocupação inicial de Batista era ajudar a família, além de ser dono do próprio destino. Do pai mecânico herdou o gosto pelos veículos, a competência para consertá-los e o exemplo de integridade. Também se amparou no profissionalismo e no conhecimento para trilhar uma história de superação admirada por todos. 

 

INÍCIO - Aos 13 anos ingressou no Senai. Aluno exemplar, principalmente no curso de manutenção de motores, deixou a escola com a carteira de trabalho assinada. Seu primeiro emprego foi na conceituada empresa Ribeira Veículos. Lá trabalhou durante três anos. Foi o início de uma evolução constante, que permanece até hoje. 
Trocou a revenda pela Organização Pernambucana de Pneus, onde ganhou um novo desafio: trabalhar com alinhamento e balanceamento. Em mais de 11 anos de empresa, se tornou um dos melhores profissionais do estado. Nessa época, quase trocou a reparação pela faculdade de engenharia mecânica, mas a vontade de empreender falou mais alto. 

 

 VIDA - Antes de enfrentar os desafios de ter o próprio negócio, “João Galego” ainda teve de lutar pela sua vida. Diagnosticado com uma séria doença nos rins, aos 28 anos, chegou a ficar três meses numa cama de hospital. Mas a fé em Deus foi decisiva para a sua recuperação, e a cura total foi comemorada oito anos depois. 
Tão logo voltou ao trabalho, começou a planejar a criação da Alinhauto, uma oficina especializada em alinhamento e balanceamento. Abriu as portas com uma maleta de ferramentas, um alinhador seminovo e uma imensa vontade de vencer. Do seu pai recebeu um valioso conselho: “bonzinhos existem muitos por aí, procure ser sempre o melhor”.

 

EXEMPLO - Com o passar dos anos, a empresa começou a investir em novos equipamentos e na diversificação dos serviços. Para manter o faturamento e garantir o futuro, algumas regras estão acima de tudo: trabalhar apenas com recursos próprios, nunca deixar de evoluir tecnicamente e ser um exemplo de honestidade e competência. 
Batista recorda que “as recomendações dos clientes são o melhor marketing que existe”. Para ele, a solução de um defeito num veículo só pode ser encontrada a partir da experiência, muito estudo e uma estrutura adequada. Não é simplesmente sair “condenando” peças e trocando tudo o que está se tornando uma prática comum atualmente. 

 

FUTURO - Em 32 anos de história, a Alinhauto se transformou numa oficina mecânica completa. Conta com dezoito funcionários, inclusive membros da família e o filho de “João Galego”, que administra a empresa. Os serviços nas áreas de chassis, monobloco e geometria de suspensão continuam sendo a “especialidade da casa”. 
Hoje, apesar do grande potencial de crescimento, Batista diz que perdeu um pouco do entusiasmo, pois o Brasil não ajuda em nada os empreendedores, muito pelo contrário. Mesmo assim, ele segue confiante de que viveremos dias melhores num futuro próximo. Vamos torcer para que, mais uma vez, sua intuição esteja certa. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Dezembro da Revista Reparação Automotiva.

10/12/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload