REPOSIÇÃO AUTOMOTIVA - Cenário positvo, mais desafiador

02/02/2017

 

As oficinas podem esperar um 2017 parecido com 2016, com baixo crescimento e muito esforço até dezembro

 

Nos últimos cinco anos, a indústria de autopeças registrou um crescimento anual ao redor de 1,5%. É pouco para um país em desenvolvimento como o Brasil. Antes da crise, o setor avançava mais de 6% ao ano.
Segundo o Sindipeças, as empresas registraram um faturamento de R$ 65,1 bilhões em 2016. A reposição automotiva representou 21,6% do total (R$ 14,1 bilhões) e foi o único segmento com resultado positivo.
As perspectivas para 2017 são parecidas, com a frota de veículos usados ajudando a manter o nosso parque industrial. Mas, a exemplo do ano passado, será um período de muito trabalho e pequenos avanços.
Estudos da Audatec Marketing estimam que a reposição automotiva deverá crescer cerca de 2,5% até dezembro. Apesar de “tímido”, é um resultado bastante positivo diante dos desafios que a economia brasileira enfrenta. 
Considerando toda a rede de distribuição, desde as fábricas até os consumidores finais, as vendas de autopeças (exceto acessórios e pneus) movimentarão algo em torno de R$ 31,2 bilhões até dezembro.
Empresas e entidades do setor que queiram conhecer todos os estudos produzidos pela Audatec sobre os cenários para 2017 podem solicitar um login e senha para acesso temporário no site www.audatec.com.br.

 

 


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Gestão de fornecedores. Saiba o porquê é valiosa para a sua empresa

18/10/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload