BOMBA DO VW UP! - Defeito na junta pode até fundir o motor

É preciso ficar muito atento ao sistema de arrefecimento do modelo, principalmente um problema crônico na vedação da bomba de água.

 

 

O Volkswagen up! é um carro relativamente novo no mercado. Com o seu motor 1.0 de três cilindros, chegou para difundir o conceito de “donwsizing” dos motores, com a retirada de um cilindro do conjunto, para reduzir peso e atrito.
Porém, o novo propulsor da Volkswagen conta com uma série de novidades, o que, na maioria das vezes, causa uma certa estranheza. Uma delas é o duplo circuito de arrefecimento, que permite temperaturas diferentes para o bloco e para o cabeçote, feito por meio de duas válvulas termostáticas.
Com isso, o bloco trabalha com uma temperatura mais elevada, o que torna o óleo mais fluido e garante um menor atrito entre os componentes. O cabeçote opera mais frio, para reduzir a detonação, melhorar o desempenho e diminuir o consumo.

 

 

PROBLEMA - Mas um dos circuitos de arrefecimento tem apresentado um defeito crônico de vazamento pela carcaça da válvula termostática. O reparador Sergio Torigoe, do Centro de Diagnóstico Automotivo Torigoe, da cidade de São Paulo, foi um dos primeiros a perceber o defeito, apresentado num veículo da frota de um cliente corporativo.
“O carro chegou rodando na oficina e o motorista reclamava de uma luz vermelha que piscava no painel”, lembra Torigoe. “Identificamos que era a luz de temperatura do veículo, que não possui medidor, somente uma lâmpada de sinalização que pisca quando a temperatura do motor atinge níveis elevados”, explica.
Torigoe conta que, após uma checagem superficial, foi encontrado um vazamento na carcaça da válvula termostática. “Ao desmontar, encontramos uma novidade em relação aos veículos com que costumamos trabalhar: o motor conta com um novo sistema de acionamento da bomba de água, integrado com a termostática, destaca.
Normalmente, a bomba é ligada ao motor pela mesma correia do alternador, compressor do ar-condicionado e outros acessórios. Mas, no up!, é diferente. “A peça está num conjunto separado, e o seu acionamento é por uma correia dentada”, comenta o reparador.
O vazamento ocorreu através da junta de borracha que fica entre a carcaça da válvula termostática e o bloco do motor. Ao desmontar o conjunto, Torigoe notou um dente na junta, por onde o líquido de arrefecimento vazou.
 

“Causou estranheza a forma como a junta desgastou. Porém, é uma peça de fácil reposição e que pode ser comprada nas concessionárias. Felizmente, não é necessário trocar todo o conjunto, só a junta, que custa cerca de R$ 50,00”, explica.

 

 

 

 

 

 

 

Bomba paralela de R$ 600,00    Bomba original de R$ 2.000,00

 

BOMBA - Também há relatos sobre falhas prematuras da bomba de água dos VW up!, causadas por vazamentos no eixo. A única solução é trocar o componente. Aproveite para substituir a vedação, pois as chances de ela romper são sempre grandes.
Outra dica é que existem dois modelos de bombas para o veículo. Um deles, encontrado nas concessionárias, custa cerca de R$ 2.000,00. O outro custa pouco mais de R$ 600,00. A diferença está na carcaça da termostática, que possui uma saída a mais. Porém, as peças são intercambiáveis. Então, se a carcaça estiver intacta, é possível comprar o item mais barato e usar a estrutura da bomba original.

 

ALERTA - Está cada vez mais comum nos veículos a ausência do mostrador de temperatura, que tem sido substituído por uma luz indicadora. Cabe aos reparadores alertar os seus clientes sobre os riscos que correm. “Quando a luz acender, é preciso parar imediatamente, procurar um local seguro, chamar um guincho e levar o carro até a oficina”, recomenda Torigoe.
No caso do veículo atendido, o cliente deu sorte, pois o motorista não forçou e chegou a tempo. Mas, nessa situação, não vale a pena arriscar. O risco de o motor fundir por superaquecimento é grande e, quando ocorre, o prejuízo é enorme.
 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Dezembro da Revista Reparação Automotiva.

10/12/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload