COMBATE À POLUIÇÃO - Uma batalha travada há mais de meio século

 

Nas últimas décadas, muitas mudanças que ocorreram nos veículos tiveram como foco minimizar os impactos na qualidade do ar e na saúde das pessoas

 

Hoje, as leis de emissões de gases por veículos automotores são uma realidade em todo o mundo. Antes de chegar aos motores, as fábricas se tornaram os grandes alvos. Inglaterra e Estados Unidos foram os primeiros países a se preocuparem com a questão. Na época, entre a metade dos séculos XIX e XX, também eram os maiores poluidores. 

 

O grande problema é que a má qualidade do ar mata. Entre os dias 5 e 9 de dezembro de 1952, Londres aprendeu a lição da pior forma. Em uma semana muito poluída, mais de 4 mil pessoas morreram e outras 100 mil contraíram doenças respiratórias. Chocada, a população passou a exigir mudanças em todo o mundo. 

 

Na década seguinte, começaram a surgir várias leis para reduzir a poluição dos veículos. As mais rigorosas entraram em vigor nos Estados Unidos, Inglaterra e Japão. A indústria automobilística teve de se adaptar, e novos componentes, como a injeção eletrônica e o catalisador, passaram a equipar os modelos zero quilômetro.

 

PROCONVE - O Brasil acordou bem tarde para o problema. Somente em 1986, há exatos 30 anos, surgiu um programa de restrição às emissões, o Proconve (Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores). Apesar de ter conquistado muitas vitórias, a iniciativa é polêmica e nunca foi posta em prática por completo. 
A estratégia do Proconve era muito clara. O primeiro passo foi obrigar as montadoras a produzirem veículos menos poluentes. Assim, chegaram ao país várias tecnologias, como os sistemas eletrônicos de injeção, catalisadores, válvulas EGR, entre outros componentes.
Ao mesmo tempo, foram iniciados os estudos para a melhoria das características técnicas dos combustíveis. O passo seguinte era criar um programa nacional de inspeção da frota. E, finalmente, um conjunto de ações para conscientizar a população sobre a questão da poluição do ar. Mas, a respeito desses dois últimos pontos, quase nada saiu do papel até hoje.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
DESTAQUE NA REPARAÇÃO

Leia a versão digital de Novembro da Revista Reparação Automotiva.

18/11/2019

1/3
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Please reload