fbpx

Diagnóstico e análise preventiva dos turbo

Muitos sistemas a turbo são removidos desnecessariamente acreditando-se que o mesmo esteja com algum defeito, no entanto, a causa da falha detectada (ex. vazamento de óleo, emissão de fumaça, perda de potência, consumo excessivo de combustível e óleo lubrificante) pode ser proveniente de problemas em outros componentes do veículo.

Para evitar trocas desnecessárias, dificultando a solução do problema, é necessário que se faça a verificação nos itens relacionados abaixo:

1 – Sistemas de lubrificação: Inspecione os dutos de entrada e retorno de óleo do turbo, certificando que não estejam restringindo o fluxo de óleo.

Observe o indicador de pressão de óleo, se a pressão não for registrada ou estiver abaixo da especificada para o motor, determine e corrija a causa.

2 – Pressurização: Inspecione as tubulações, mangueiras, abraçadeiras, intercooler e coletor de admissão quanto a possíveis vazamentos ou trincas que possam ocasionar perda de pressão do turbo.

Inspecione a tubulação do sistema de LDA da bomba injetora quanto a possíveis vazamentos ou trincas.

3 – Admissão: Inspecione as tubulações, mangueiras e filtro de ar quanto a possíveis danos ou restrições que possam ocasionar falhas ao turbo.

4 – Escape: Inspecione juntas do coletor de escape, borboleta do freio motor, tubulações de escape, abafadores, silenciosos e catalisadores se estão amassados ou com restrições.

5 – Respiro do Motor: Inspecione o respiro do motor quanto a possíveis restrições, o aumento da pressão no interior do Carter (Blow By) ocasiona vazamentos de óleo lubrificante pelas carcaças do turbo.

Confira mais dicas técnicas no portal da Revista Reparação Automotiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *