fbpx

Pescador da bomba de óleo, por quê trocar?

Os principais problemas que vêm condenando os motores dos veículos são: a bomba de óleo e como consequência a carbonização, diretamente causados por combustíveis adulterados, tempo de troca do óleo lubrificante excedido, mistura de diversos tipos de óleos no motor, utilização de óleo abaixo da especificação recomendada pelo fabricante, entre outros.

Quando o motor já está contaminado pela borra de óleo, suas partes móveis deixam de receber uma perfeita lubrificação, pois o tubo de sucção é o primeiro componente a ser obstruído pela borra, fazendo com que a bomba de óleo tenha dificuldade em sugar o óleo do cárter, conforme mostra a ilustração ao lado.

Ao reutilizar o tubo de sucção, que foi supostamente limpo, as impurezas contidas em suas cavidades serão sugadas pela bomba de óleo, causando danos irreparáveis em suas partes internas (rotores ou engrenagens) e consequentemente no motor.

A SCHADEK aconselha a todos os aplicadores que: sempre que trocar a bomba de óleo, seja feita também a substituição do tubo de sucção, filtro de óleo e válvula de alívio (quando não fizer parte da bomba), fazendo então a perfeita manutenção do sistema de lubrificação.

Nunca se deve tentar limpar o tubo de sucção para reutilizálo. Mesmo aparentemente limpo, suas cavidades continuam contaminadas pela borra.

*Colaborou: SCHADEK

Acesso o portal da Revista Reparação Automotiva e fique por dentro das principais noticias do mercado e dicas técnicas para o seu carro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *