fbpx

História do Freio ABS

A história do Freio ABS já tem mais de 40 anos. Considerado como revolucionário quando surgiu no final da década de 70, ele se tornou um item fortemente presente na frota mundial de carros. A Revista Reparação Automotiva conta como ele surgiu e se tornou sinônimo de em segurança ativa nos automóveis.

O começo da história

O Freio ABS (freios antitravamento, em inglês), começou a ser equipado nos carros em 1978, com o Mercedes Classe S W116, desenvolvido em conjunto pela Bosch e Daimler. Apenas em 1984 ele começou a ser de fato a ser um equipamento de série nos automóveis da Mercedes-Benz, chegando no Brasil em 1991.

Apesar dessas datas, a história do Freio ABS que conhecemos hoje surgiu muito antes. O embrião daquele que seria considerado referência e item obrigatório em veículos de vários países, é de 1908, na Inglaterra, para uso em trens.

O começo nos automóveis se tem como data o ano de 1928, quando o engenheiro alemão Karl Wesse registrou a patente de um regulador de frenagem para automóveis. O projeto acabou nunca saindo do papel, até que em 1936 a Bosch registrou um mecanismo que previne o travamento das rodas em veículo a motor, o princípio de funcionamento do Freio ABS.

Apenas em 1953 o sistema de freio começou a ganhar forma mais realista. A patente de um método que impedia as rodas do veículo de travarem em condições de uso extremo dos freios é concebido a Hans Scherenberg, então chefe de design na Mercedes-Benz.

Em 1966, a Mercedes se juntou com a Teldix, uma empresa alemã de eletrônicos, que viria a ser comprada pela Bosch anos mais tarde, para tentar chegar na solução definitiva para esse projeto, sendo a primeira solução surgindo um ano depois.

A data que pode ser considerado como o marco da história do Freio ABS é 12 de dezembro de 1970, quando a Daimler-Benz fez o primeiro teste na Alemanha com carros, ônibus e caminhões.

Oito anos depois a Bosch entrou para solidificar o novo freio, introduzindo a tecnologia digital onde os componentes eletrônicos eram capazes de registar, comparar, avaliar e transformar os

Mais oito anos se passaram, a Bosch novamente entrou na evolução do componente com a tecnologia digital onde os componentes eletrônicos eram capazes de registrar, comparar, avaliar e transformar os dados do sensor em pulsos de regulador para as válvulas solenoides dos freios em milissegundos, sendo que agoras as rodas traseiras também faziam parte do funcionamento do Freio ABS.

A tecnologia do Freio ABS já está em sua 10 geração, sendo usado predominantemente por motos.

Quer saber mais sobre o diagnóstico e manutenção do Freio ABS? Confira esse vídeo da TV Reparação Automotiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.