fbpx

Sistema ABS e seus cuidados

A luz do sistema ABS acendeu no painel de instrumentos e não apagou mais? É hora de procurar uma oficina de confiança. A Magneti Marelli fornece sensores ABS para o mercado reparador e avisa que esse é um sinal que indica pane no sistema, que atua nas frenagens de emergência. Ainda que o veículo tenha a capacidade de frear, qualquer avaria do sistema ABS pode limitar o seu funcionamento, permitindo que as rodas travem em frenagens de emergência, o que compromete a segurança.

Item obrigatório em todos os veículos fabricados a partir de 2014 no Brasil e um dos mais importantes componentes de segurança ativa, o sistema ABS  – do inglês anti-lock braking system – proporciona uma frenagem mais eficiente e segura, monitorando a rotação das rodas e evitando que travem em situações de emergência, principalmente em vias com baixa aderência, como em dias chuvosos, por exemplo, além de permitir que o condutor mantenha o controle sobre o veículo nessas situações. Assim, com a ajuda do sistema ABS, o motorista tem condições de realizar manobras evasivas durante freadas bruscas, ou seja, é possível girar o volante e desviar de obstáculos enquanto o sistema atua com o objetivo de parar o carro na menor distância possível e sem travar as rodas.

O sistema ABS se mantém ativado em tempo integral e, quando entra em ação, a principal característica sentida pelo motorista é uma trepidação no pedal do freio. Se isso não ocorrer, significa que o sistema não precisou entrar em ação, embora esteja monitorando a rotação das rodas continuamente.

É importante enfatizar que o sensor do sistema ABS é fundamental para a segurança ativa e requer atenção no caso de apresentar avarias, que podem levar o sistema a perder a sua função.

Atenção nas revisões

Os sensores ABS também são fundamentais para o funcionamento correto dos sistemas ESP (controle de estabilidade) e ASR/TCS (controle de tração), já que estes sistemas também recebem os sinais transmitidos por eles. Por isso, mesmo que não seja um item de desgaste, é necessário que o motorista sempre peça ao mecânico uma atenção especial para o conjunto em qualquer revisão preventiva. A peça pode sofrer degradações provocadas por intempéries, como exposições à umidade e ao calor, e grande concentração de poeira e impurezas, além de impactos de objetos presentes nas vias.

Pode, ainda, sofrer danos causados por manutenções inadequadas que podem provocar avarias no chicote elétrico e até no próprio sensor. Como o componente opera muito próximo de peças móveis da suspensão, transmissão e do próprio freio, admite pouca ou nenhuma margem para erros de montagem.

A troca sempre deve ser feita por componentes de qualidade reconhecida, como os sensores Magneti Marelli. Com forte tradição também no mercado de reposição brasileiro, a marca é uma das mais recomendadas entre os reparadores e mecânicos.  O catálogo Magneti Marelli de sensores de sistema ABS para o mercado de reposição possui 169 códigos e atende 85% da frota nacional de veículos.

Todos os produtos Magneti Marelli podem ser encontrados no catálogo eletrônico disponível para celulares IOS e Android e no site www.mmcofap.com.br. Mais informações e esclarecimentos de dúvidas podem ser obtidos pelo atendimento ao consumidor: 0800-0191638.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.