fbpx

Usiquímica investe na ampliação da produção do Arla 32

Novo Proconve P8 ou Euro 6, que entrará em vigor em 2023 no Brasil para veículos diesel, utilizará duas tecnologias que exigem uso do Arla 32

Presente no Brasil desde 2012 com a chegada do Euro 5 – Proconve P7, que visa diminuir as emissões de poluentes em veículos a diesel, o Arla 32 (líquido, incolor, altamente clarificado que contém água desmineralizada e 32,5% de ureia) estará presente cada vez mais nos novos motores dos pesados que atenderão as normas do Euro 6, previsto para entrar em vigor no Brasil a partir de 2023, fazendo com que a Usiquímica invista na produção do Arla 32.

O Euro 6 – Proconve P8 terá exigência ainda maior na questão de redução de gases emitidos pelos veículos a diesel. Segundo Alberto Freitas, gerente da área automotiva, além do já existente sistema EGR – Recirculação de Gases de Exaustão, que reduz a emissão de NOx por meio da diminuição da temperatura interna da câmara de combustão ao promover a recirculação de parte dos gases de escape, continuará a demandar o SCR – Sistema de Redução Catalítica, que faz a conversão química dos óxidos de nitrogênio em água e nitrogênio. Ambos os sistemas utilizados em veículos a diesel pesados, que estarão dentro dos padrões Euro 6, utilizarão o Arla 32.

Segundo Freitas, a exigência com redução de gases aumentou e há previsão das montadoras aplicarem essa tecnologia em outras categorias de veículos, ente eles, comerciais leves, picapes e SUVs a diesel. “O Euro 6 faz a combinação das duas tecnologias EGR e SCR porque há preocupação ainda maior para diminuir os níveis de poluentes. Por isso, o mercado do Arla 32 tem boas perspectivas de crescimento”, explica Freitas.

A Usiquímica, uma das principais fabricantes de Arla 32 no Brasil, que está investindo no aumento da fabricação do produto com novas unidades, além da matriz em Guarulhos-SP, conta também com base de produção no interior de São Paulo e duas no Paraná, e, em breve, terá outra em Santa Catarina. “Assim, podemos oferecer maior cobertura e agilidade já considerando o aumento da demanda do Arla 32 por conta da entrada do Euro 6.

O Arla 32 atua diretamente como um redutor dos gases poluentes emitidos pela queima do diesel nos motores a combustão. A sua composição química converte as moléculas de óxido de nitrogênio. Por isso, o produto precisa ser de qualidade para agir de forma eficiente e evitar problemas no funcionamento do veículo, deve ser adquirido de fornecedor idôneo, estar lacrado e com selo do INMETRO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.