fbpx
Bertha Benz e a primeira viagem de automóvel

Bertha Benz e a primeira viagem de automóvel

Bertha Benz foi muito mais que a esposa de Karl Benz, o inventor do primeiro carro, ela foi muito influente na história do automóvel. A Revista Reparação Automotiva vai contar a história da primeira viagem de automóvel, realizado por ela em 1888.

A Viagem

Sem deixar aviso para ninguém, Bertha pegou os dois filhos na manhã do dia 5 de agosto de 1888 e empurrou o Motorwagen até se afastar da casa e ligar o motor para não acordar o seu marido, deixando apenas um bilhete dizendo que passaria alguns dias na casa de sua mães, dando inicio assim a primeira viagem de automóvel da história.

A viagem teria em torno de 100 km, que era a distância que separava as cidades de Mannheim e Pforzheim. É importante destacar que, naquela época, não havia estradas asfaltadas nem sinalizações. Por isso, Bertha seguiu o caminho marcado no solo pelas carruagens e cavalos para não se perder.

Bertha se preparou muito para a viagem, mesmo assim surgiram inúmeros problemas ao longo do caminha que exigiram um conhecimento prévio em mecânica, algo que ela tinha por acompanhar o marido desde os primeiros test-drives do carro, sabendo assim as falhas comuns e como resolvê-las

Bertha Benz e o seu marido Karl Benz a bordo do Motorwagen

Os problemas mecânicos

Durante a primeira viagem de automóvel da história ela precisou, por exemplo, limpar o cano de combustível, usando apenas o alfinete de seu chapéu. Também foi necessário utilizar uma de suas cinta-liga como material isolante no fio de ignição. Fazendo tudo sozinha.

Uma das modificações mais significativas, e importantes para a história foi a melhoria no sistema de freios. Ao longo da viagem, Bertha percebeu a dificuldade de frear o veículo, especialmente em descidas, pois não havia atrito o suficiente. Basicamente, tratava-se de uma barra de madeira em contato com as rodas, ou seja, ela precisava antecipar os pontos de frenagem para evitar um acidente.

Por isso, em uma cidade no meio do caminho, ela procurou um sapateiro e pediu que fizesse duas correias de couro para cobrir a barra que fazia contato com as rodas. Dando origem assim a lona de freio.

O combustível também era um problema. O tanque tinha capacidade para apenas 4,5 litros, o que permitiria rodar não mais do que 50 km. Quando o veículo enfim parou por falta de combustível, Bertha e os filhos empurraram o modelo até a vila mais próxima.

Lá, ela comprou ligroína na farmácia, pois a gasolina que conhecemos não era comum e nem existiam postos de combustível. Naquela época, os derivados de petróleo eram encontrados em produtos químicos, à venda em boticários.

E para completar a lista de problemas, Bertha teve que fazer paradas para recolher água em rios, fontes públicas ou qualquer lugar que fosse possível ao longo de todo o caminho para abastecer regularmente o sistema de refrigeração do motor. E ainda assim encarou casos de superaquecimento.

O modelo também não era muito potente, tinha um cilindro, apenas 2,5 cv e só duas marchas, chegando à velocidade máxima de 40 km/h. Por isso, muitas vezes os filhos precisaram descer e empurrar o veículo ladeira acima ou mesmo em estradas mais íngremes, porque ele não conseguia superar a subida por si só.

Bertha com os seus dois filhos, Richard e Eugen, de 13 e 15 anos de idade
Bertha com os seus dois filhos, Richard e Eugen, de 13 e 15 anos de idade

A chegada da primeira viagem de automóvel

Após 12 horas, com muitas paradas para reparos, Bertha e seus dois filhos chegaram ao destino. Ela então enviou um telegrama ao marido contando da viagem. 

Na volta para a casa a viagem foi feita por uma rota diferentes, só que dessa vez ela teria a companhia de mais gente além dos seus dois filhos. Muitos jornalistas ficaram impressionados com as soluções encontradas por Bertha que resolveram acompanhar a viagem de volta.

Com isso, a primeira viagem de automóvel se tornou também uma grande ação de marketing, fazendo o Motorwagen sendo conhecido e levou a venda de diversas unidades do carro.

Confira o vídeo realizado pela Mercedes-Benz contando a história da primeira viagem de automóvel da história.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *