fbpx

Conheça a história por trás da estrela de três pontos da Mercedes-Benz

Sabe dizer, quão produtiva é a sua oficina?
17 de novembro de 2021
fábrica de elétricos GM
GM inaugura fábrica de elétricos nos EUA
17 de novembro de 2021

Conheça a história por trás da estrela de três pontos da Mercedes-Benz

logo mercedes-benz

A estrela tridimensional da Mercedes-Benz é o maior símbolo da marca. E agora, a marca tem mais um grande aniversário para celebrar: em 5 de novembro de 1921, a Daimler-Motoren-Gesellschaft (DMG) solicitou ao escritório de patentes local o registro da estrela de três pontas dentro de um anel para uso como marca e que, posteriormente, foi registrada como uma marca comercial em agosto de 1923.

primeiro logo

A tampa do radiador imediatamente se tornou um pedestal perfeito para a nova marca Mercedes. A própria estrela – sem o anel circundante – já era conhecida há uma década, já que a DMG solicitou seu registro em 1909, e foi inscrito no registro de marcas em 1911. Uma estrela Mercedes muito especial com um diâmetro impressionante de cinco metros pode ser vista atualmente em frente ao Museu Mercedes-Benz: a estrela da torre da estação de Stuttgart está temporariamente emprestada enquanto ocorre a reconstrução e renovação do edifício da estação.

A fusão da DMG com a Benz & Cia para formar a Daimler-Benz AG também viu suas marcas registradas se fundirem: a partir do verão de 1926, a estrela de três pontas da DMG foi adornada com a coroa de louros de Benz – e tem diferenciado todos os Mercedes-Benz desde então, por exemplo na grade do radiador, no capô, no volante ou nas rodas. A história da estrela e da coroa de louros se inicia no século anterior. Já em 1899, o empresário austríaco Emil Jellinek, que morava em Baden, perto de Viena e também em Nice, usava o nome de sua filha Mercédès como pseudônimo para a sua equipe e motoristas ao usar veículos DMG. Um pouco mais tarde, o nome “Mercedes” passou a ser o nome dos veículos que Jellinek encomendava à DMG. E foi registrada como marca em 26 de setembro de 1902.

O termo é seguido pelo símbolo característico: Paul e Adolf Daimler, filhos do pioneiro do automóvel Gottlieb Daimler, falecido em março de 1900, lembravam como seu pai havia acrescentado uma estrela a um cartão postal mostrando a casa da família há muitos anos. A DMG utilizou essa ideia e solicitou a patente para uma representação desenhada tridimensionalmente do símbolo desenhado pelo próprio Adolf Daimler. A estrela de três pontas simbolizava a visão de motorização de Gottlieb Daimler “na terra, na água e no ar”. Em 24 de junho de 1909, DMG registrou a estrela característica da Mercedes como uma marca comercial junto ao Escritório Imperial de Patentes Alemão.

Em paralelo, a Benz & Cia registrou a inscrição “Benz”, emoldurada por uma coroa de louros, como marca registrada em 6 de agosto de 1909. Em outubro de 1910, ela foi incluída nos registros de símbolos e logotipos. A coroa de louros – em vez da roda dentada usada até então – aparentemente pretendia se referir às vitórias significativas da empresa no automobilismo. Após Benz e Daimler iniciarem a preparação para a fusão corporativa em 1 de maio de 1924, os emblemas dos dois fabricantes de automóveis ficaram lado a lado. Em 18 de fevereiro de 1925, talentosos artistas gráficos finalmente uniram a estrela de três pontas e a coroa de louros, bem como as marcas nominais Mercedes e Benz para formar uma nova marca. Em 18 de fevereiro de 1925, o novo emblema e, posteriormente, a marca nominativa “Mercedes-Benz” foram registrados. Até hoje, essa marca permanece quase inalterada.

1 Comentário

  1. Miguel Dubek disse:

    Linda história de Mercedes-Bens, tenho o sonho de comprar um automóvel Mercedes-Bens o melhor do mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *