fbpx

Estratégias para economizar e cuidados com os pneus

dicas para bateria
Dicas para prolongar a vida útil das baterias automotivas
12 de novembro de 2021
arena do conhecimento reparasul
Reparasul apresenta Arena do Conhecimento
12 de novembro de 2021

Estratégias para economizar e cuidados com os pneus

Os pneus têm um papel fundamental para segurança e rentabilidade dos negócios, seja de um frotista ou particular que não cuida dos seus pneus põe em risco a segurança e a rentabilidade promovendo desgastes prematuros, troca de pneus antes da hora e consumo de combustível em demasia.

Principal vilão dos pneus é a falta de calibragem.

Os pneus devem estar devidamente calibrados, nem muito cheio nem murcho, ambos têm desgastes prematuros na banda e no talão. Quando murcho faz com que o talão (borda que fica presa na roda) flexione muito causando rachaduras, quebra dos talões, desgastes nos ombros dos pneus e quando a calibragem é acima do recomendado o desgaste irregular ocorre no meio, agride muito a suspensão.

Proporção de Consumo, Pneus X Combustíveis.

Você gostaria de ter desconto no óleo diesel ou gasolina?

Cuidando da calibragem você tem. Um pneu 5% abaixo da calibragem gasta 10% a mais de combustível, esse dado avaliei pessoalmente quando fiz um trabalho junto a engenharia da Pirelli.

Dica:Para economizar com pneu esse é o primeiro passo, mantenha a calibragem correta, pequenos frotistas ou particulares compre um medidor de calibragem só bater o martelinho não resolve, um medidor tipo caneta pode auxiliar e o custo no mercado varia de R$ 38,00 a R$ 44,00, e fique atento na calibragem suportada, para os pesados tem que ser até 150 Psi.

Ar Comprimido ou Nitrogênio

Defendo o uso de nitrogênio nos pneus, nitrogênio possui moléculas maiores e não é um gás volátil, dessa forma mantem a pressão uniforme do pneu e perde pressão com maior intervalo de tempo, isso comparado com ar comprimido, já o nitrogênio começa a perder pressão com 30 dias, o ar comprimido com 15 dias.

O ar comprimido sofre alterações por causa da temperatura, ele expande quando esta quente fazendo a pressão alterar constantemente, devido a falhas no sistema de filtragens dos compressores estacionários e do rodoar. É comum verificar óleo e água dentro dos pneus fazendo com que a carcaça se deteriore mais rápido por contaminação reduzindo consideravelmente o número de recapagens.

Dica: Procure calibrar os pneus com nitrogênio, diminui esforço da carcaça, contaminação, estouro dos pneus, e a calibração ocorre a cada 30 dias não a cada 15 dias.

Caso a opção, por problemas econômicos, fique no ar comprimido, verifique o filtro secador do compressor com periodicidade, e não deixe de verificar a calibragem a cada 15 dias.

Alinhamento

Não menos importante, o alinhamento tem um papel enorme, principalmente por causa do pavimento ruim que enfrentamos, é importante constar na revisão preventiva sempre que for efetuada, de preferência para o alinhamento a laser e não por varetas.

DICA: Realizou reparos na suspensão, tem que fazer alinhamento, pois o desgaste irregular é uma das principais mortes prematuras de pneus nos rodoviários de mobilidade e logística. Compre um profundímetro de preferência o de metal caso não tenha, messa o ombro (canto) centro e o ombro do outro lado, tendo divergência mostrara o desgaste irregular, faça rodízios e tire a melhor performance dos pneus.

Na próxima coluna, vamos falar mais sobre as causas das mortes dos pneus e como evitá-las, até mais…

Cristiano Moreti, profissional com 25 anos de experiência em toda a cadeia de suprimento, gestão de manutenção, gestão de pneus, gestão de abastecimento do setor automotivo
Entre em contato com o Cristiano via WhatsApp
Siga o Cristiano no LinkedInn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *