Entenda como funcionam as cruzetas e sinais de desgaste –

Entenda como funcionam as cruzetas e sinais de desgaste

fábrica mercedes-benz alemanha
Mercedes-Benz e GROB lançam cooperação de baterias
4 de agosto de 2021
Up!
Os carros que saíram rapidamente de linha
5 de agosto de 2021

Entenda como funcionam as cruzetas e sinais de desgaste

cruzeta nakata
Peças fundamentais de um mecanismo chamado eixo cardan, as cruzetas podem sofrer desgaste pela falta de lubrificação.

De diferentes tamanhos – muito pequenas, como as usadas na coluna de direção, ou enormes, presentes em veículos pesados, em formato de cruz, as cruzetas, localizadas nas extremidades do eixo cardan, são as responsáveis pela transmissão da força do motor para o diferencial em ângulos variados. Sem elas, o veículo não conseguiria se movimentar.

O gerente de produtos e engenharia da Nakata, Jeferson Credidio, explica que nas extremidades das cruzetas estão as espigas (ou munhões) e em volta estão os roletes, que são mantidos dentro de uma capa protetora, que é chamada de castanha ou copo. Por meio de garfos e flanges, as cruzetas se unem ao eixo cardan, permitindo o movimento da junta universal em todos os sentidos.

“As cruzetas são, portanto, peças fundamentais de um completo mecanismo chamado eixo cardan, que garante uma distribuição correta e uniforme da força gerada pelo conjunto motor/câmbio ao eixo diferencial. O que imprime potência e estabilidade, mesmo em terrenos e condições mais extremas”, afirma.

Quando trabalham em ângulos muito acentuados ou há torque em excesso aplicado ao cardan, pode ocorrer a torção do tubo, resultando em ruído e vibração, ou até mesmo a ruptura do eixo cardan.

Segundo o gerente, se os roletes estiverem operando sob condições inadequadas, podem danificar os munhões das cruzetas, que apresentarão marcas características. Isso pode ser sinal de que a ponteira deslizante está travada ou o sistema está sofrendo um torque excessivo.

Desgaste excessivo, instalação incorreta e falta de lubrificação são as principais causas de falhas nas cruzetas, que podem ser confundidas com problemas no freio, transmissão, direção ou suspensão devido às vibrações e ruídos gerados.

Vibrações quando o veículo atinge velocidades mais altas, estalos em arrancadas ou no momento de trocar as marchas são alertas de que pode haver algo errado com as cruzetas do cardan.

A quebra da cruzeta pode provocar a parada total do veículo, e ainda causar danos em outros componentes da transmissão, como o garfo e o terminal do cardan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *