Sistema de arrefecimento do Volkswagen UP! TSI – Motor

Sistema de arrefecimento do Volkswagen UP! TSI

Defina metas e objetivos para atingir o sucesso da sua oficina
Defina metas e objetivos para atingir o sucesso da sua oficina
29 de junho de 2021
lançamentos Pierburg
Pierburg e BF lançam novos itens para as linhas leves e pesados
30 de junho de 2021

Sistema de arrefecimento do Volkswagen UP! TSI

Sistema de arrefecimento do Volkswagen UP! TSI

O fluido de arrefecimento é um item para preservar a vida útil do motor. Verifique constantemente e substitua no período recomendado

Os automóveis com motor a combustão interna utilizam o sistema de arrefecimento para refrigerar as partes internas e manter a temperatura ideal de trabalho. 

Este sistema é composto por bomba de água, sensor de temperatura, válvula termostática, reservatório, radiador, ventoinha e o fluido (água + aditivo). Este liquido é desenvolvido não só para controlar a temperatura do motor, mas também para, “aumentar o ponto de ebulição, reduzir o ponto de congelamento, evitar corrosão, cavitação, ou seja, as bolhas que se formam no sistema com o aumento da temperatura e ainda faz a proteção contra os efeitos causados pela condutividade elétrica, da água, pelo uso inadequado a qual pode afetar os sistemas eletrônicos do carro”, esclarece André Moura de Oliveira, engenheiro químico e supervisor técnico da Promax Bardahl.

radiador, ventoinha e o fluido, volkswagen up! tsi

Para o perfeito funcionamento, os motores não podem ter oxidação. “Quando aumenta a oxidação, ocorre a perda da eficiência do radiador e de todo o sistema de troca de calor, isso porque o óxido de alumínio é um isolante. Sendo assim é necessário manter todo o sistema em perfeitas condições de uso, pois ele trabalha muito próximo do limite. Não pode haver descuido para não comprometer todo o processo de arrefecimento e a consequência pode chegar a ser a perda do motor do veículo”, explica o engenheiro Alexander Pelegrino Staff, diretor da Staff  Motors, localizada em São Bernardo do Campo (SP).

watercooler Volkswagen UP! TSI

Em um motor como o TSI do VW up!, que foi desenvolvido com o conceito de downsizing, ou seja, teve a quantidade de cilindros reduzida, porém, manteve a potência e torque e ainda recebeu o turbo, o liquido de arrefecimento passou a ser mais exigido e ter mais funções. “O liquido também reduz a temperatura do ar admitido, pois no coletor há um watercooler, e se ocorrer perda de eficiência,  irá comprometer a performance, entre outros problemas, por isso é necessário que o sistema de arrefecimento funcione perfeitamente para que ele trabalhe sempre numa temperatura ideal. 

Motor Volkswagen UP! TSI

Já no turbo há uma entrada e uma saída para o óleo. “O fluido atua para manter a temperatura do óleo mais baixa e não ocorrer degradação do óleo. O turbo não necessita do fluido, porém, estudos mostraram que, quando o turbo é desligado, a temperatura é alta e isso diminui a vida útil do componente. Com o líquido para auxiliar no arrefecimento, mesmo quando o motor é desligado, ele continua a circular e resfria o turbo”, explica o engenheiro da Staff Motors.

Turbina Volkswagen UP! TSI

Não só no motor VW TSI, mas em qualquer motor a combustão, o líquido de arrefecimento deve ser verificado periodicamente e substituído sempre que necessário. Nos motores de alumínio não é possível identificar a alteração na cor do fluido, nem o desgaste visualmente, pois diferente dos propulsores com bloco de ferro, a cor do produto químico não muda. “Ao olhar a coloração do fluido o profissional pode ser iludido acreditando que ainda está em boas condições pois a cor não muda.

Assim é importantíssimo manter a concentração adequada do líquido de arrefecimento, realizar a troca no período correto, seguindo as recomendações da fabricante do veículo. Cada montadora tem um prazo, o período de troca está especificado no manual de serviço”, explica André de Oliveira, engenheiro químico da Promax Bardahl.

Procedimento da troca do fluido de arrefecimento no motor 1.0 TSI do VW up!

Ao escolher o fluido verificar a especificação correta. “No mercado há produtos que são comercializados com a especificação adequada e outros concentrados que exigem misturar uma proporção de água. O mais adequado é utilizar água desmineralizada. Evite usar a água não tratada, pois contem minerais que podem reagir com os aditivos, sendo prejudiciais”, orienta Oliveira da Promax Bardahl. Nesta reportagem o produto utilizado foi o Bardahl Rad Cool Long Life 50, o qual  já é pronto para uso.

1. Abrir a tampa do reservatório para garantir que não irá formar vácuo e escoar o máximo possível de liquido

Tampa do Reservatório Volkswagen UP! TSI

2. Levantar o carro, colocar um recipiente embaixo na direção da mangueira e soltar a trava do water cooler  e do radiador, localizadas no lado esquerdo.

trava do watercooler e do radiador Volkswagen UP! TSI

3. Retirar a mangueira e deixar todo o liquido escoar

mangueira Volkswagen UP! TSI

4. Após escoar todo o liquido, instalar a mangueira, recolocar as travas e verificar se está conectada corretamente

mangueira e travas watercooler Volkswagen UP! TSI

5. Abaixar o carro e colocar o fluido no reservatório de expansão até atingir o nível marcado no recipiente.

fluido no reservatório de expansão Volkswagen UP! TSI

Obs: O volume total do liquido de arrefecimento do motor utilizado no VW up! é de 5,5 litros. “Quando o processo é feito sem o uso da máquina, o mais provável é não conseguir o esgotamento total do liquido. Assim é aconselhado realizar o procedimento em duas etapas. Na primeira etapa é feito o esgotamento de todo o fluido. Depois disso completar com água desmineralizada, o que irá realizar mais uma lavagem. E na sequência esgotar novamente o sistema. Feito isso, completar com o aditivo correto”,  recomenda Alex, da Staff  Motors.

6. Após completar com o liquido de arrefecimento, ligar o veículo e observar o nível do fluído. Caso ele baixe completar com o aditivo e realizar o teste de rodagem. Após o teste, verificar novamente o nível e completar se necessário.

Obs: Ao realizar o teste de rodagem, caso tenha ar no sistema, o sensor de temperatura não irá realizar a leitura correta. “Quando isso ocorre, geralmente o sensor envia para o painel a informação de temperatura maior que a correta. Depois de testar, desligar o carro, aguardar alguns minutos e completar o reservatório até o nível máximo”, finaliza o diretor da Staff Motors.

Alexander Staff- Staff Motors e André Moura de Oliveira Promax Bardahl
Alexander Staff – Staff Motors e André Moura de Oliveira – Promax Bardahl

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *