ZF prevê mudanças e oportunidades no mercado de ADAS no Brasil

ZF prevê mudanças e oportunidades no mercado de ADAS no Brasil

ZF prevê mudanças e oportunidades no mercado de ADAS no Brasil

ZF prevê mudanças e oportunidades no mercado de ADAS no Brasil

A ZF, fornecedora global de Advanced Driver Assist Systems (ADAS) – sistemas inteligentes de assistência ao motorista que, dentre outras funções, identificam objetos no trajeto e ao redor do veículo e avisam o motorista ou assumem o controle do veículo para evitar ou minimizar acidentes, – prevê um incremento substancial do uso dessas tecnologias no Brasil nos próximos cinco anos, da ordem de cinco vezes em relação ao ano de 2020, especialmente com a adoção de câmeras frontais.

De acordo com Plínio Casante, Gerente Sênior de Engenharia, as previsões são da área de inteligência da própria ZF do Brasil, cujos estudos estão baseados nas exigências globais do Regulamento Geral de Segurança (GSR), que especifica os sistemas de segurança com os quais os novos tipos de carros e vans devem vir equipados. Além disso, baseiam-se no Latin NCAP (Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e Caribe) e na regulamentação do Contran, que acompanha tendências dos EUA e Europa, e em incentivos como o ROTA 2030, do Brasil. “Devemos sair de cerca de 5% de veículos equipados em 2020 com a tecnologia AEB (Autonomous Emergency Braking – Frenagem Autônoma de Emergência) para aproximadamente 26% da frota do País até 2025”, afirma.

Para o executivo, também há tendências de maior utilização de câmeras frontais no Brasil, o que pode alterar de forma positiva o panorama de segurança no trânsito no País e potencialmente viabilizar a nacionalização desse tipo de tecnologia, trazendo novas oportunidades para a indústria automotiva brasileira. 

De acordo com Casante, no Brasil uma das funcionalidades ADAS mais comuns atualmente é o AEB – Frenagem Autônoma de Emergência,  já encontrada na maioria dos veículos linha premium fabricados no País, como BMW, Mercedes, Audi e versões top de linha das principais montadoras do País, entre outros,  afirma. Sensores de aceleração, câmeras e radares também podem ser encontrados em outros veículos nacionais, sendo o desenvolvimento dessas tecnologias realizado em diversos centros de P&D da ZF pelo mundo. “A ZF fornece ao mercado sistemas de assistência ao motorista como câmeras há mais de 10 anos. Essas são tecnologias que podem ajudar a reverter o cenário de acidentes e fatalidades aqui no Brasil,  que conta com taxas alarmantes, acima da média mundial. De acordo com números da ONU a taxa de fatalidades no Brasil é de 19,7 para cada 100 mil habitantes, enquanto na Alemanha, por exemplo, a relação é de 4,1 – mesmo com rodovias sem limite de velocidade”, complementa o executivo. 

Globalmente, os itens de tecnologia ADAS da ZF são fornecidos para os segmentos de veículos leves, pesados, até empilhadeiras automatizadas e veículos de transporte autônomo e eletrificado. “A ZF aplica seu amplo know-how para criar não apenas soluções individuais para as tendências de segurança, mas também para projetar sistemas abrangentes e inteligentes. Como consequência, temos à disposição um portfólio de ADAS completo e eficiente desenvolvido pela ZF, inclusive para o mercado brasileiro”, explica Casante. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *