Conheça 4 mulheres que mudaram a indústria automotiva – Curiosidades

Conheça 4 mulheres que mudaram a indústria automotiva

Conheça 4 mulheres que mudaram a indústria automotiva

Helene Rother mulheres na indústria automotiva

Helene Rother mostrou que as mulheres podiam e deveriam ingressar na indústria automotiva.

O setor automotivo é um segmento majoritariamente masculino, mas esse panorama está mudando, com mulheres altamente capacitadas e conquistando o seu espaço.

Apesar desse recente crescimento feminino no setor, a presença delas já é muito importante para o setor, com contribuições vitais para que estejamos aonde estamos. Por isso, a Revista Reparação Automotiva irá contar a história de 4 mulheres que mudaram o mundo automotivo.

Helen Blair Barlett

A geóloga americana Helen Blair Barlett trabalhou por muito tempo na AC Spark Plug, conhecida atualmente como a ACDelco. Atuando na área de pesquisa de materiais cerâmicos e isoladores elétricos, desenvolveu e criou o invólucro das velas de ignição com maior resistência, peça que o utilizamos até hoje.

Helen Blair Barlett - mulheres no automobilismos
Helen Blair Barlett – Divulgação

Margaret Wu

As invenções da Margaret Wu são essenciais para o melhor funcionamento do motor. Considerada revolucionária, ela trabalhou sua vida toda na ExxonMobil e mudou a forma como os lubrificantes sintéticos são estruturados. Suas descobertas melhoraram a eficiência energética dos motores e reduziram o desperdício de óleo.

Ela se aposentou em 2009 e possui mais de 100 patentes nos Estados Unidos. Ainda neste ano, será introduzida no Hall da Fama dos Inventores.

Margaret Wu - mulheres no automobilismos
Margaret Wu – Por National Inventors Hall of Fame

Edith Flanigen

Edith Flanigen é uma química americana e responsável por inventar as “peneiras moleculares” em 1956. Ela ajudou a facilitar a conversão do petróleo bruto em gasolina, o processo de produção de oxigênio para unidades médicas portáteis e a limpeza de lixo nuclear. Pelas suas inveções Flanigen foi indicada ao Hall da Fama dos Inventores em 2004.

 Edith Flanigen com o ex-presidente norte americano Barack Obama - mulheres no automobilismos
Edith Flanigen com o ex-presidente norte americano Barack Obama – Por U.S. White House

Helene Rocher

Helene Rocher - mulheres no automobilismo
Helene Rocher – Imagem do Museu da Universidade Estadual de Michigan

Helene Rother mostrou que as mulheres podiam e deveria ingressar no setor automotivo, foi a primeira mulher a se tornar designer de automóveis em uma grande montadora, a General Motors, em Detroit no ano de 1943.

Rother e sua filha foram forçadas a fugir da Europa depois que os nazistas derrubaram o exército da França. Ela e sua filha foram refugiadas por um breve período na parte norte da África antes de chegarem aos Estados Unidos.

Em 1942, Rother respondeu a um anúncio de jornal de “um designer de materiais sofisticados” na General Motors. Ela enviou seu portfólio já completo de designs de joias, ilustrações de livros e muito mais para GM e logo depois, Harley Earl ofereceu-lhe um cargo. Como parte da equipe de decoração de interiores da GM, Rother especializou-se em cores e tecidos para estofados, iluminação, ferragens para portas e construção de bancos.

Ela ajudaria a atualizar os interiores das divisões Buick, Chevrolet, Cadillac, Oldsmobile e Pontiac, promovendo designs mais estilizados e atraentes. Rother também fez parte da equipe de design do Trem do Amanhã da Divisão Electro-Motive da GM, trabalhando em revestimentos de parede e assentos. Em 1947, Rother havia estabelecido seu próprio estúdio de design localizado no décimo sexto andar do edifício Fisher em Detroit.

Helena foi responsável por abrir as portas das montadoras para outras mulheres, já que na época era raridade ter mulheres em cargos importantes em empresas do ramo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *