Rita Lee estreia a 3ª temporada do podcast Papo De Jeepeiro - Novidades

Rita Lee estreia a 3ª temporada do podcast Papo De Jeepeiro

Rita Lee estreia a 3ª temporada do podcast Papo De Jeepeiro

Podcast Rita Lee Jeep

Foi a bordo de um Jeep Willys que Rita Lee colecionou várias aventuras. Desde criança, a roqueira estabeleceu uma forte conexão com o carro que pertencia a seu pai, Charles, reunindo histórias que ficaram marcadas em sua memória. Amante da marca, ela chegou até a receber uma homenagem do cantor Jorge Ben Jor com a música feita para ela: “Rita Jeep”.

A 3ª Temporada do podcast Papo de Jeepeiro, “A Trilha Delas”, faz parte de uma homenagem ao mês das mulheres para celebrar a relação de personalidades femininas fortes com a Jeep. O podcast, realizado pela Jeep em parceria com a agência F.biz, é veiculado nas plataformas digitais Spotify e Deezer. O primeiro episódio da nova temporada já está disponível.

“A 3ª Temporada do Papo de Jeepeiro traz a força da mulher, ressaltando o protagonismo de cada uma delas em suas próprias vidas e carreiras. Os episódios vão compartilhar momentos importantes que marcaram as histórias de cada convidada, que têm um ponto em comum: uma conexão com a marca Jeep, cada uma a sua maneira. Vamos contar histórias para celebrar este momento de reflexão e empoderamento que o Dia Internacional da Mulher proporciona”, afirma Malu Antonio, gerente de Marketing e Comunicação da Stellantis para a região da América Latina.

No primeiro episódio, “Jeepeira Há Décadas”, Rita Lee relembra vários momentos da sua vida em que o Jeep Willys, batizado de “Charles” em homenagem ao seu pai, foi seu companheiro de muitas aventuras. O carro, considerado como um membro da família, fez parte de sua infância e a acompanhou em diversas viagens. Depois de comprar o carro do seu pai, Rita viveu mais histórias a bordo do seu Jeep. A cantora tem uma relação “sólida” com a Jeep que perdura até hoje. “Jeep é o carro. Eu tinha uma afinidade tão grande com o Jeep, que eu via os outros carros eu achava os outros carros horríveis, sem estilo. Até o nome: Jeep. É uma coisa de você engatar a primeira e sair com aquela máquina forte, que te defende. O Jeep é o meu veículo, é a minha cara, eu gosto. Quando eu vejo um Jeep na rua só falta eu anotar a placa, de tanto que eu fico olhando e vendo. O prazer é meu em conversar com os jeepeiros “number one” do Jeep”, destacou a apaixonada rainha do rock brasileiro, Rita Lee, ao iniciar o podcast.

“Falar de Jeep é comigo mesma porque desde criança eu tenho a presença dele na minha vida, como uma pessoa da família. Jeep foi meu primeiro carro e não tem igual. Não dá para explicar o que é ser jeepeira. É uma liberdade. É um ar que entra. É uma estética. Passei momentos maravilhosos com o meu”, comenta a cantora Rita Lee.

Ao longo do programa, a cantora volta no tempo e narra desde o percurso que a família fez no primeiro contato com o carro à diversos outros passeios e viagens. Após adquirir o Jeep de seu pai, Rita chegou a fazer algumas modificações no veículo para customizá-lo, entre elas pintar de salmão, e continuou suas várias aventuras, como ela mesma diz em relação a seu primeiro carro: “era ‘Charles’ (o Jeep), Danny – minha cachorra – e eu, para lá e para cá”. Com uma conversa muito descontraída, Rita Lee compartilhou detalhes nos momentos em que ‘Charles’ esteve presente. Ao longo da conversa, Rita aborda também a força feminina ao dirigir e se aventurar com um Jeep nas estradas. “Eu acho que as mulheres com Jeep tem a ver. Não é um simples carro, é um protetor. Qualquer feminista se sentiria maravilhosa dentro de um Jeep. Ele dá um poder de segurança a quem está no volante”, ressalta. Ao finalizar o programa, Rita destacou a forte relação com seu Jeep e os bons momentos vivenciados. “A figura do Charles, o Jeep, foi uma figura importante mesmo, uma coisa que Ben Jor sacou o quanto que aquele Jeep era eu, o quanto eu era aquele Jeep. Ele sacou, viu, uma coisa feminina forte e aí presenteou com “Rita Jeep”; não é Rita Lee é Rita Jeep agora”, comentou também a cantora sobre a música feita por Jorge Ben Jor para ela.

A série de podcasts desta temporada inicia o mês das mulheres com muitos motivos para comemorar ao compartilhar as várias aventuras e eventos interessantes associados ao universo do 4×4. “Reunimos seis mulheres incríveis para essa terceira edição do podcast. A cantora Rita Lee, apaixonada por Jeep desde criança, quando se aventurava com seu pai a bordo de um Jeep Willys, contou tantas histórias que foi difícil escolher quais entrariam na edição. O programa reúne ainda Luisa Galiza e Gaia Vani, que recentemente viveram uma aventura com o icônico Jeep Wrangler”, diz Daniele Rodrigues, diretora de Criação Associada da F.biz.

Na sequência da temporada, os episódios irão abordar a força feminina nos bastidores do desenvolvimento do veículo que proporciona tanta paixão e belos momentos na vida das pessoas. “E não poderíamos deixar de fora duas lideranças femininas muito representativas para a Stellantis – a engenheira Juliana Coelho, que comanda a fábrica em Pernambuco, e Malu Antonio, responsável por importantes campanhas da montadora. E isso tudo com a apresentação de outra fã da marca, a jornalista Karina Simões, jeepeira desde os 3 anos. Boas histórias, muitas aventuras e paixão por Jeep dão o ritmo dessa temporada alusiva ao Dia das Mulheres”, acrescenta Daniele.

O envolvimento e relevância do trabalho de destaque de duas mulheres no universo Jeep será abordado no segundo episódio: “Paixão ou profissão? ”. A primeira mulher a assumir o comando de uma fábrica Stellantis, a engenheira Juliana Coelho, contará um pouco sobre a importância de sua posição de liderança e o quão marcante para ela está sendo desenvolver esse trabalho e escrever a sua história na Jeep. A outra convidada deste episódio, Malu Antonio, é uma das principais lideranças femininas da companhia na América Latina. Malu trará sua perspectiva desses 15 anos de empresa e quais são os desafios para conseguir manter a mulher como protagonista nos projetos e ações da Jeep.

Já o último episódio da temporada, “Mulheres nas trilhas”, será com as influenciadoras digitais Gaia Vani (@maladeaventuras) e Luisa Galiza (@levenaviagem), que participaram da ação “Aventura sem filtro: Mulheres na trilha”, a bordo de um Jeep Wrangler explorando a Chapada Diamantina (BA). Na ocasião, elas percorreram 2.200 km utilizando o app Jeep Trilhas por 10 dias. O diálogo desta vez vai trazer as histórias vivenciadas pelas jeepeiras, detalhes sobre as aventuras que elas tiveram, o tema sobre mulheres que viajam sozinhas, entre outros aspectos.

 A série de podcast Papo de Jeepeiro foi idealizado pela Jeep no ano passado com o objetivo de aproximar os apaixonados pelo universo off-road. Em cada episódio, um convidado conta sua história, experiências e aventuras que envolvem os carros Jeep. Em média, os episódios têm 20 minutos de duração e são disponibilizados no Spotify.

 O “Papo de Jeepeiro” está disponível em:

 Spotify: https://open.spotify.com/episode/2vYyWVKZ7WfcjiFkw7RTQm?si=2383514c3d404f7e

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *