IQA lança Certificação Profissional para reparadores automotivos

IQA lança Certificação Profissional para reparadores automotivos

IQA lança Certificação Profissional para reparadores automotivos

O IQA – Instituto da Qualidade Automotiva apresenta a Certificação IQA de Competência Profissional, programa que será iniciado com o foco no aftermarket automotivo com objetivo de reconhecer aptidões por meio da avaliação de conhecimentos e habilidades dos reparadores de oficinas independentes e concessionários. 

“Pensamos na certificação profissional como um instrumento em que todos ganham: o profissional, que tem seus conhecimentos valorizados, as empresas do setor, que passam a ter mais competitividade ao contar com mão de obra reconhecidamente qualificada, e o consumidor final, que corre menos riscos ao contratar serviços automotivos”, afirma Alexandre Xavier, superintendente do IQA. 

“Essa certificação coroa um sonho dos reparadores”, afirma Antonio Fiola, presidente do Sindirepa Nacional (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Assessórios Nacional), ao comentar que os profissionais do setor valorizam muito esse tipo de certificação. “Estamos orgulhosos dessa iniciativa, uma vez que trata-se de uma certificação feita por uma entidade do setor, totalmente brasileira e sem adequações, como foi feito no passado”, completa Fiola. 

Para Sérgio Alvarenga, diretor executivo do Sindirepa Nacional e membro do Conselho do IQA, a certificação de pessoas efetivamente é o caminho mais indicado para corrigir várias não conformidades no mercado de reposição e chegar junto a todo o mercado brasileiro. “A Certificação Profissional IQA define uma trilha segura para o profissional buscar sua capacitação, permite estruturar programas de garantia de peças, e identifica e eleva a imagem de toda uma cadeia de valor junto aos consumidores finais”, afirma Alvarenga. 

Como funciona 
O Certificado IQA de Competência Profissional pode ser obtido por qualquer reparador automotivo, independente de diploma ou formação acadêmica específica. A avaliação é realizada online e dependendo do resultado o profissional é classificado em três categorias: básico, intermediário e avançado. 

A certificação é um investimento, com validade de três anos. “Após esse período o profissional deve passar por reavaliação, onde pode subir, manter-se ou descer de categoria, dependendo do resultado obtido, e por isso é imprescindível que nesse período de tempo mantenha seus conhecimentos atualizados, uma vez que surgem novas tecnologias todos os dias”, afirma Sergio Ricardo Fabiano, gerente de Serviços Automotivos do IQA. 

A certificação é baseada no modelo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e utiliza as normas ABNT atuais e existentes como Qualificação de Mecânico de Manutenção (ABNT NBR 15681), Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em Sistema de Freios (ABNT NBR 14778), Sistema de Direção (ABNT NBR 14779), Sistema de Suspensão (ABNT NBR 14780), Sistema de Exaustão(ABNT NBR 14781), Regulagem de Motores Ciclo Diesel (ABNT NBR 14889), e Retífica de Motores Alternativos de Combustão Interna (ABNT NBR 13032). 

“Uma vantagem desse modelo é que é possível incorporar novas normas ABNT ao longo do tempo, assim que elas são publicadas”, afirma Fabiano ao comentar ainda que o certificado fica disponível digitalmente em um banco de dados online para consulta de empresas interessadas na contratação de profissionais.  

Reparação automotiva 
A tecnologia embarcada nos veículos requer conhecimentos cada vez mais específicos e especializados para a sua manutenção e reparo. Ao mesmo tempo, a educação formal dos profissionais é  limitada à oferta da disponibilidade do mercado, como as escolas técnicas públicas ou privadas, dos programas das montadoras (exclusivo aos profissionais da sua rede) e das iniciativas de fabricantes de equipamentos e autopeças, que com frequência ministram palestras e cursos. 

Apesar disso, a mão de obra formada pelas instituições formais é insuficiente para suprir as necessidades do mercado, e a grande maioria dos profissionais aprende o ofício na prática. Segundo o Anuário da Indústria da Reparação Automotiva 2020, o mercado de reposição automotiva movimenta mais de 68 bilhões de reais por ano. 

O anuário mostra ainda que os serviços de manutenção são realizados por mais de 122 mil oficinas independentes espalhadas em todo o Brasil (80% do total) e por 4 mil concessionárias (20% do total), e estima, ainda em 480 mil o número de profissionais que atuam diretamente nas atividades produtivas diretas. 

“Este é um projeto construído à quatro mãos, entre IQA e Sindirepa Nacional, com objetivo de aprimorar a qualificação e valorização da mão de obra na reparação automotiva. Futuramente desenvolveremos novos reconhecimentos para outras categorias profissionais da cadeia produtiva e do aftermarket automotivo”, afirma Cláudio Moyses, diretor executivo do IQA. 

3 Comentários

  1. Zenilson Florencio monteiro disse:

    Quero saber sobre o teste de qualificação profissional

  2. Zenilson Florencio monteiro disse:

    Achei interessante sobre o CURSO

  3. Jurian disse:

    Tipo o antigo ASE, tem que pagar, as empresas não levam a sério o salário diferenciado para o aprovado e depois some a certificação do nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *