A retomada começa em 2021 – Revista Reparação Automotiva

A retomada começa em 2021

A retomada começa em 2021

A GiPA, entidade internacional especialista em estudos e projeções para o segmento de aftermarket projeta retomada em 2021

Em 1.986, nasceu na Europa a GiPA automotive afetermarket intelligence. Trata-se de uma entidade internacional que estuda e faz levantamentos sobre o setor de pós-vendas. Ela atua nos segmentos leves, pesados, de duas rodas e também agrícola. Com escritórios na Argentina, Alemanha, China, Itália, ao todo são 35 países, em 2020, a filial brasileira da GiPA completa 20 anos de atividades.

Ela desenvolveu para seus clientes a ferramenta de projeção SDP+ (Smart Demand Planner), que permite estimar a evolução da atividade e faturamento do aftermarket para os 3 próximos anos.

A expertise da GiPA, com duas décads de monitoramento do aftermarket automotivo no Brasil, permitiu identificar e avaliar os efeitos das principais variáveis que determinam o nível passado, atual e futuro da atividade do mercado.

Ela analisou os efeitos dessas variáveis em função da estrutura do parque por idade, por tipo de operação, por canal, a fim de determinar com precisão seu impacto no mercado e calcular projeções realistas.

As variáveis consideradas são a evolução do parque circulante, em função das estimativas de emplacamentos futuros, a evolução da quilometragem percorrida pelos motoristas, as evoluções de preços, e variáveis macroeconômicas, como o PIB, taxa de desemprego e consumo das famílias.

Na ferramenta SDP+, os clientes da GiPA podem alterar as estimativas para essas variáveis a fim de estudar vários cenários.

A ferramenta ainda projeta a repartição do mercado entre concessionárias e mercado independente, e por tipo de operações.

Em exclusividade para a edição especial da Revista Reparação Automotiva, a GiPA divulga parte das suas projeções para o volume de atividade do aftermarket.

A entidade observa uma retomada em 2021, em relação a 2020, porém, o nível de atividade (em volume) de 2019 só deverá ser alcançado em 2023.

Todavia, se considerar o mercado em valor, o faturamento do aftermarket, puxado pela alta dos preços, deve retornar ao nível de 2019 em pouco mais de 1 ano, conforme mostrado no gráfico. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *