ADAS a tecnologia de auxilio ao motorista Especial Especial

ADAS a tecnologia de auxilio ao motorista

ADAS a tecnologia de auxilio ao motorista

Os automóveis modernos estão equipados com avançados sistemas de segurança e auxilio ao motorista. Conheça seu funcionamento e como realizar diagnósticos e reparos

Por: Edison Ragassi / Texto técnico: Plínio Casante- Gerente Sênior de Operações – ZF / Fotos: Divulgação

A fusão da eletrônica com a mecânica, cada vez mais comum nos automóveis, possibilita avanços, os quais só eram imaginados e vistos em veículos dos filmes de ficção. Nos dias de hoje, os sensores, câmeras, radares, processadores, passaram a integrar os componentes que integram a montagem de um veículo. A evolução é tanta que as maiores fabricantes do mundo, em parceria com seus fornecedores, desenvolvem os autônomos, os modelos que não necessitam de um motorista. É só apertar um botão, que ele leva o passageiro de um ponto ao outro.

Considerada uma das maiores sistemistas do mundo, a ZF desenvolve e produz estes sensores, câmeras, radares, processadores e o Lidar. Eles controlam atuadores mecatrônicos de direção, aceleração, freios e suspensão. Também trabalha em parceria com várias cidades no processo de implantação dos veículos autônomos, pois não é só o veículo que necessita da tecnologia. As ruas e rodovias precisam estar interligadas, enviar e receber informações.

Com estas tecnologias, podemos projetar que, em um futuro não tão distante, veremos automóveis se deslocando, com os ocupantes, lendo, respondendo mensagens no smartphone, assistindo seu programa favorito, ou até mesmo, tirando uma soneca, sem ser multado.

Mas antes que isso se torne realidade, muitos destes sistemas já estão integrados a veículos de linha, principalmente nos modelos Premium.

Por causa desta fusão entre mecânica e eletrônica, as tecnologias embarcadas influenciam ao realizar diagnósticos, realizar revisões, reparos e trocas de peças. Nesta matéria especial elaborada por Plínio Casante, Gerente Sênior de Operações ZF, mostramos o que é, como atua e os cuidados a serem tomados com o sistema ADAS de auxílio ao motorista.

O que é ADAS?

         Os Sistemas Avançados de Assistência ao Motorista usam vários sensores e câmeras junto com os demais sistemas de um veículo para ajudar o motorista nas tarefas de estacionamento ou direção. Eles visam melhorar a segurança de condução e evitar acidentes.

         Essas câmeras e sensores podem ser instalados em lugares diferentes dos veículos, tais como, no para-brisa, espelhos laterais, para-choque dianteiro e traseiro, laterais do veículo, entre outros.

         O ADAS atua com funções como freio de emergência autônomo, aviso de colisão dianteira e traseira, controle de cruzeiro adaptável, ajuste de farol alto automático, detecção de ponto cego, monitoramento da visão ao redor do veiculo, assistência de manutenção de faixa, reconhecimento de semáforo, placas de trânsito e assistência de estacionamento.

         Quando o ADAS detecta o que pode ser uma situação perigosa, o sistema avisa o motorista ou toma as medidas necessárias para impedir uma colisão.

         Se os sensores e câmeras utilizados para essas funções não forem calibrados ou alinhados, o sistema ADAS não funcionará corretamente.

ZF Sensor Power: Radar, LiDAR & Câmera

Como é realizado diagnóstico do ADAS?

         Semelhante a outros sistemas eletrônicos disponíveis no veiculo tal como o ABS, as câmeras e radares realizam um auto diagnostico completo ao acionar a ignição. E de forma continua, identifica algumas características importantes para funcionar corretamente. Uma vez detectada avaria, ela é informada ao motorista através de indicador no painel de instrumentos, no computador de bordo e até mesmo em alguns casos pela multimídia do veiculo que o sistema possui avarias.

         Na oficina ou concessionária, o processo é semelhante com a utilização de scaners que tenham a capacidade de diagnósticos de ADAS. Existem sistemas dedicados, mas na maioria dos casos é realizada uma atualização de software nos equipamentos já existentes para suportar ADAS. Com este scanner é possível verificar o código de erro para que seja direcionado os respectivos reparos de periféricos, como por exemplo, a limpeza do para-brisa, ou a necessidade de realizar a troca do dispositivo analisado e/ou a calibração que é sempre recomendada antes da realizar a substituição.

Quando é necessário realizar a calibração do ADAS?

         Em caso de substituir componentes

         Sempre que mostrar avarias dos sistemas no painel de instrumentos ou computador de bordo

         Em caso de desconexão dos cabos de alimentação e sinais

         Sempre que for realizada a troca do para-brisa (câmera frontal)

         Quando realizar alguma modificação de tamanho de roda ou ajuste de suspensão, o que deixará o veiculo mais baixo ou alto e até mesmo quando ocorrer instalação de kit gás e trocar as molas originais por reforçadas

         Após realizar o alinhamento da suspensão que exija deformação de componentes (procedimento conhecido como cambagem)

         Após qualquer tipo de colisão que provoque deformação do para-choque, grade, ou componente que acomode sensores

Como é realizar a calibração do ADAS?

1)        Para realizar a calibração, além do scanner, que servirá para iniciar o processo de calibração dos dispositivos, também é necessário a utilização de alvos, os quais para cada aplicação podem ter formas, cores e tamanhos diferentes, os quais devem ser posicionados de acordo com o manual do fabricante e seguir a sequencia informada durante o processo via scanner

2)        Antes de iniciar o processo de calibração é necessário realizar as seguintes verificações:

A) O pavimento deve ser plano, o motor deve estar desligado e o contato ligado.

B) O veículo não deve estar ocupado e nem portar cargas no porta malas, sobre os bancos ou sobre o veiculo.

C) As portas devem permanecer fechadas e os pneus estarem calibrados conforme especificação de manual.

D) Verificar o alinhamento de rodas e realizar os ajustes necessários.

E) O posicionamento / alinhamento dos alvos devem seguir de forma precisa a especificação do manual. Neste caso é recomendada a utilização de laser de posicionamento (semelhantes aos dos equipamentos para alinhamento de rodas).

F) Atrás dos alvos, evitar a incidência de luzes ofuscantes provenientes de janelas e portas.

G) Durante o processo de calibração alguns passos requerem o posicionamento lateral dos alvos. Eles devem ser realizados dentro do período, porque caso contrario, o processo terá que ser reiniciado. Depois de completar o processo é gerado um relatório de medições, as quais devem ser verificadas com as tolerâncias do manual. Caso estas medições estejam fora do limite será necessário reavaliar toda a configuração e realizar novamente a calibração. Algumas fabricantes de veículos solicitam a realização de calibração dinâmica, onde é necessário, com o sistema de diagnostico acoplado, fazer algumas manobras em velocidades definidas para que o sistema valide a calibração dinâmica.

H) Concluída a calibração é recomendado realizar um novo processo completo de verificação de falhas no veiculo e se necessário corrigi-las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *