Oficina mais produtiva, por onde começar? Revista Reparação Automotiva

Oficina mais produtiva, por onde começar?

Olá, tudo bem com vocês? Final do ano se aproximando, um ano muito atípico, de muito aprendizado. Quase todos em contagem regressiva e com isto, as reflexões sobre o que fizemos e o que faremos no próximo ano! Um dos questionamentos presente em nosso dia a dia é o de como melhorar nossa produtividade. Você já se pegou pensando nisso? Então, continue aqui…

A primeira pergunta que eu te faço é, qual é o “carro chefe” da sua oficina? Aquele serviço que você é lembrado ou referenciado. Aquele pelo qual você recebe muitas ligações perguntando o quanto custa, se você faz na hora ou deve ser agendado. Aquele serviço que é para você o que a ala minuta é para o restaurante do bairro. Pois bem, inicie por ele.  Ele é seu serviço “estratégico”. Sincronize o atendimento deste cliente e deste serviço com as demais áreas da oficina.

Citarei como exemplo, serviço de troca de óleo. Agora que ele está identificado, defina em quanto tempo (na maioria dos veículos que você atende, em média) se leva para executá-lo. Considerando este tempo, quantos destes serviços, você pode atender ai na tua oficina com o mesmo técnico? Defina a meta! Agora, baseado no conhecimento da sua equipe, no seu layout, com seu equipamento, qual a forma mais rápida, com maior segurança e qualidade deve ser executado. Esta será a forma padronizada de fazer. Escreva, desenhe e até grave com o celular, treine sua equipe e deixe este material sempre disponível para consulta. Pronto, passo um dado.

Agora sincronize o atendimento ou agendamento deste serviço, com a disponibilidade das peças que você precisará. Neste exemplo, óleo, filtro, anel quando necessário. Você pode até não controlar estoque mínimo para todos os itens que giram na sua empresa, mas estes itens, você DEVE! Insira a rotina de verificar periodicamente. Vendeu tudo ou quase tudo? Na sexta-feira faça pedido para a semana seguinte. Lembre-se: pão quente, não pode faltar na padaria! Passo dois concluído.

Mas ainda dá para melhorar um pouquinho…Que tal “olhar” para os lados e levantar necessidades do cliente junto a este serviço? Lembre-se: você é o especialista, o médico deste veículo. E aumentar o ticket médio não é nada mau, certo?! Junto à troca de óleo, o que eu posso vender de “necessidade” já no atendimento? Quem sabe a verificação do filtro de cabine? Boa! E quando o veículo entrar em serviço e estiver na rampa: como está o sistema de freios, de direção e suspensão e até o de alimentação e escapamento? Hum, quem sabe esta verificação gere um próximo serviço para este mesmo cliente? Passo três.

Agora que você já tem este roteiro, pratique junto à sua equipe, da melhor forma, todos os dias. De forma simples, você ainda encontrará muita melhoria neste mesmo serviço. Inicialmente, não pense em fazer isto para todos os serviços. Inicie por “um”, pelo mais simples e com maior procura pelos clientes. Depois de dominar e perceber as melhorias com este, aplique em outro e assim sucessivamente. Imagine a máxima: “Daqui a um ano, você vai desejar ter começado hoje”. Pense nisto! Esta é minha dica para a sua oficina mais lucrativa!

Karine Quinjalmo

Mãe do Enzo

Mentora de soluções em sistemas para a reparação automotiva

Especialista em processos e custos

Mentora e Consultora Empresarial

Diretora da Oficina Mais Sistemas de Gestão

WWW.OFICINAMAIS.COM.BR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *